Cuiabá, 24 de Setembro de 2018

APÓS EXIGÊNCIAS

Terça-feira, 10 de Abril de 2018, 15h:33 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Pinheiro garante que Santa Casa recebe R$ 10 milhões nesta semana

Marisa Batalha

(Foto: Sicom/Prefeitura)

prefeito-pinheiro.jpg

 

O prefeito cuiabano, o emedebista Emanuel Pinheiro, assegurou nesta terça-feira (10) - no lançamento do parque do Terra Nova, em parceria com o Pantanal Shopping -, que colocaria ainda hoje, um ponto final à pendenga, sobre o repasse de R$ 10 milhões à Santa Casa de Misericórdia, realizado por meio de emendas parlamentares.

 

A verba está parada no caixa da administração desde 10 de março, após algumas exigências da nova legislação do Ministério da Saúde.

 

Assim, no dia 28 de março a Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Saúde, entrou em contato com o Ministério da Saúde para fosse enviada Nota Técnica, após ter sido encaminhada a aplicação do recurso advindo da Emenda Parlamentar destinada à Santa Casa, em consonância com a Portaria nº 565 de 9 de março de 2018.

 

Ainda de acordo com Pinheiro, nesta última segunda-feira (09), ele já havia assinado um protocolo de intenção com o hospital filantrópico e os recursos já devem estar prestes a entrar no caixa da unidade hospitalar.

 

A falta do repasse pendente no valor de R$ 10 milhões, provenientes de emendas parlamentares, em particular, para o Hospital Santa Casa, levou a unidade a suspender suas atividades. 

 

E na última quarta-feira (04), seu presidente, Antonio Preza, junto com representantes dos outros hospitais filantrópicos - igualmente reféns do caos na saúde e dos atrasos nos repasses às unidades -, se reuniram no gabinete do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), com o prefeito emedebista e ainda com o procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo, para que o Legislativo e o Ministério Público pudessem intermediar o impasse.  

 

Na reunião, Pinheiro se dispôs a resolver alguns problemas, especificamente da Santa Casa, Hospital de Câncer e do Hospital Geral. Lembrando, no entanto, que a fatia maior desta pendência, na ordem de R$ 33 milhões, estariam à cargo do Estado.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Agosto 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br