Cuiabá, 23 de Fevereiro de 2018

EM VISTORIA A OBRA

Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2018, 13h:04 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Pinheiro anuncia mudança na entrega de novo PS, já Taques pede rapidez

Marisa Batalha

(Foto: SICOM/Prefeitura)

Botelho-Taques-PS.jpg

 

Nesta segunda-feira (29), foi lançada oficialmente a primeira licitação, na ordem de  R$ 18 milhões, para a compra de equipamentos para o novo Pronto-Socorro de Cuiabá. Daqui a duas semanas será publicada outra de R$ 15 milhões para a compra de instrumentais. E uma última - quase em seguida -, para a compra de  mobiliários e utensílios, fechando os R$ 48 milhões. 

 

A notícia revelada nesta segunda-feira (29), pelo prefeito emedebista, Emanuel Pinheiro, veio junto com o anúncio sobre a mudança da inauguração da unidade hospitalar, prevista inicialmente para 8 de abril deste ano e agora adiada para junho ou julho. O anúncio foi feito quando Pinheiro fazia a vistoria às obras de construção ao novo Pronto Socorro, ao lado do governador tucano, Pedro Taques. O prefeito justificou as inúmeras compras, para mudar a data.

 

Por uma questão de cortesia, Taques não se posicionou frontalmente contra a mudança da data, mas quem acompanhou as exaustivas reuniões dos gestores, com a bancada federal, em Brasília, no gabinete do senador Cidinho Santos (PR), no final de outubro do ano passado, na negociação sobre a destinação das emendas parlamentares, na ordem de R$ 126 milhões, pode-se observar a dura queda de braço entre o Estado e a Capital.

 

Na época [30 e 31 de outubro], os gestores Taques e Pinheiro, para conseguir chegar a um consenso sobre a destinação da verba, se para a quitação dos débitos para a Saúde estadual ou para a unidade hospitalar de Cuiabá foi fechado um acordo que em, contrapartida, o governo fecharia um convênio onde repassaria os recursos para equipar o novo PS.

 

Contudo, na época, Taques deixou bem claro, que gostaria de inaugurá-lo na data prevista, uma vez que o Estado não deixou de realizar os repasses para a construção da unidade hospitalar. Assim, cumprindo com a sua parte.

 

De acordo com o prefeito emedebista, nesta segunda, oficialmente, foi dado início ao processo licitatório e que em função de possíveis brigas jurídicas entre as empresas, que devem participar do certame, não é possível assegurar a inauguração para o dia 8 de abril, na data dos 299 anos de Cuiabá, a entrega do Pronto-Socorro. ‘Assim, já trabalhamos com o primeiro semestre. Em junho, ou até 1º de julho, entregaremos o Pronto-Socorro 100% funcionando’.

 

Já Taques fez questão de frisar que os recursos para a construção, em torno de R$ 50 milhões, estão em dia junto à Prefeitura de Cuiabá. Ele também garantiu cumprir o acordo de bancar a compra dos equipamentos, feito para que o Estado pudesse receber em sua totalidade a emenda federal, no valor de R$ 100 milhões.

 

“Nosso compromisso é com Cuiabá e com o Estado de Mato Grosso, porque Cuiabá e Várzea Grande recebem demanda de 45% de pacientes do interior. Essa é a grande importância desta obra que terá ao final capacidade de atendimento de 315 leitos, virando a chave da saúde”, disse o governador.

 

Os gestores ainda informaram que a obra recebe nos próximos dias a instalação dos aparelhos de ar-condicionado, geradores e elevadores. “Estamos no acabamento”, comentou Emanuel. Vereadores, secretários e o presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, o socialista Eduardo Botelho, acompanharam a visita ás obras do PS.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Dez 2017/Jan 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br