Cuiabá, 12 de Dezembro de 2017

CRONOGRAMA

Terça-feira, 21 de Novembro de 2017, 15h:12 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Parada há sete anos, Complexo da Salgadeira deve ser entregue em 4 meses

Wellyngton Souza

(Foto: Reprodução/Web)

SALGADEIRA 2.jpg

 

O secretário de Estado de Cidades, Wilson Santos, afirmou nesta segunda (20), algumas das atrações que serão entregues após o fim das obras no Complexo Turístico Salgadeira, na Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), próximo ao município de Chapada dos Guimarães (a 65 km de Cuiabá).

 

A Salgadeira, um dos cartões portões de Chapada e com obras paradas desde 2010, será contemplada com um espaço completamente remodelado, com auditório, um museu com paisagens contando a história da região e ainda com espaço de banho para turistas. O custo da obra é de R$ 12,6 milhões e o prazo para entrega, de acordo com o gestor da pasta é de nos próximos quatro meses. 

 

"O retorno dos trabalhos foi possível após a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado em julho, entre o governo do estado e o ao Ministério Público Estadual (MP). Está indo muito bem a obra, apesar de estar fechada com tapume, a obra está indo no ritmo além daquilo que prevíamos", disse durante entrevista no Jornal do Meio Dia.

 

 

(Foto: Secid-MT)

VIADUTO UFMT-  em obras.jpg

 

O secretário aproveitou para falar também da obra de drenagem que está sendo feita no Viaduto da UFMT, na Avenida Fernando Corrêa, ponto de constante alagamento durante período de fortes chuvas na capital.

 

"A obra está indo em um ritmo muito melhor do que pensávamos. Já deu três temporais e ali já passou no teste. A obra não terminou, ainda temos quatro meses, mas é provável que vamos entregar antes do prazo. O problema está sendo resolvido, não houve mais alagamentos", afirmou.

 

Histórico da Salgadeira

 

O local foi interditado em 2010 por determinação judicial, devido à detecção de inúmeras irregularidades ambientais, dentre elas, o risco de acidentes com banhistas por possíveis desabamentos da encosta da cachoeira e resíduos a céu aberto.

 

As obras de revitalização foram iniciadas em 2014, com previsão de entrega até a Copa do Mundo e paralisadas devido a inconsistências de projeto. Acabaram retomadas em 2016, mas suspensas novamente com o término do contrato.

 

O projeto em questão prevê a construção no complexo de estacionamento, guarita, posto policial, locais para instalação de lojas, restaurantes, centro dedicado ao turista, espaços para trilhas e passeios, banheiros e estações para coleta e tratamento de água e esgoto. 

 

Somando a isso, uma passarela metálica ligará os dois lados do complexo, travessando a rodovia MT-251. No total, serão mais de 10 mil itens trabalhados no complexo turístico. 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Novembro 2017 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br