Cuiabá, 15 de Novembro de 2019

POLÍTICA
Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019, 15h:48

ELEIÇÕES 2020

Para Botelho, é natural que Mendes reivindique candidatura própria do DEM em Cuiabá

Euziany Teodoro
Única News

Maurício Barbant/ALMT

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho, uma das principais lideranças eleitas do Democratas (DEM), defendeu as diretrizes tomadas pelo partido em reivindicar uma candidatura própria à Prefeitura de Cuiabá, deixando de acompanhar uma possível aliança com o atual prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB).

Para ele, é prerrogativa do governador do Estado, Mauro Mendes, que é do DEM e já foi prefeito da Capital, fazer questão de ter um candidato do seu arco de alianças, não só em Cuiabá, mas em outras cidades-polo do Estado. A declaração foi feita em entrevista ao Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real, nesta segunda-feira (14).

“Eu diria o seguinte: Mauro Mendes foi prefeito de Cuiabá, hoje é governador, evidente que ele vai querer candidatura (própria) em Cuiabá. Não é que ele esteja fazendo oposição (a Pinheiro). Ele saiu daqui e é governador. Ele tem esse direito”, analisa o deputado.

Segundo ele, esse direcionamento já foi tratado dentro do partido e conta com apoio do senador Jayme Campos e do ex-governador Julio Campos, irmãos caciques dentro da sigla.

“Discutimos que naqueles maiores municípios procuraríamos candidatos no arco de alianças que apoiou o governador Mauro Mendes. Esse é um direcionamento. Ano que vem vamos personalizar Cuiabá, Várzea Grande, e ver onde temos condições e onde não temos (de lançar candidaturas próprias)”, explicou.

O próprio Botelho poderia ser uma opção do Democratas para a Prefeitura de Cuiabá, o que ele já negou em diversas ocasiões. Outro nome forte ao pleito seria de Júlio Campos que, inclusive, transferiu seu título eleitoral para Cuiabá no final de setembro.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE