Cuiabá, 13 de Dezembro de 2018

4ª MULHER NA CHEFIA

Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2018, 19h:32 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Nova procuradora-geral diz que o foco da PGE será inibir a ação de sonegadores fiscais em MT

Da Redação

(Foto: Gcom-MT)

Nova procuradora-geral do Estado- Gabriela Novis Neves 2.jpg

 

A nova procuradora-geral do Estado, Gabriela Novis Neves, em entrevista à imprensa revelou que o foco da PGE, agora em 2018 será colocar o setor de Inteligência do Estado em ações estratégicas capazes de inibir a ação de grandes ou pequenos sonegadores fiscais. Mas que ainda estão nos planos da Procuradoria a realização de dezenas de outras ações, dentre elas investimentos estratégicos em modernização, melhorias no atendimento aos contribuintes, a integração - em definitivo -, com os sistemas do Tribunal de Justiça (TJMT) e Secretária de Estado de Fazenda (Sefaz-MT), a implantação de call center, além de novos mutirões.

 

Novis ainda pontua que para este ano, as ações da PGE também se voltarão para o projeto de atuação nas Unidades Setoriais das Secretarias com atuação da Subprocuradoria de Aquisições e Contratos, além da instalação de uma Câmara de Mediação e Conciliação para tratar assuntos da saúde e continuar o intenso trabalho da Subprocuradoria de Assuntos Estratégicos para impulsionar casos polêmicos como o Veículo Leve sobre Trilhos, sempre visando proteger o interesse público.

 

“O que fizemos manualmente e na raça em 2017, com recorde histórico de arrecadação, será ainda muito mais ostensivo em 2018 com uma gestão voltada para investimento em tecnologia da informação, de forma a  ter mais êxito na cobrança, mais  respeito ao cidadão mato-grossense oferecendo serviços de qualidade”, destaca a procuradora-geral.

 

ARRECADAÇÃO

 

A PGE-MT conta atualmente com 92 procuradores, cuja função, de acordo com a Constituição Federal (Artigo 132), Constituição Estadual (Artigo 110) e Lei Complementar nº 111/2002, é essencial à Justiça, destacando-se a defesa do interesse público, por meio de desenvolvimento e execução de políticas públicas com qualidade e eficiência, por meio da mediação entre o Governo e a Lei.

 

“A gestão do ex-procurador-geral do Estado Rogério Gallo foi excelente para a Procuradoria do Estado no aspecto da recuperação fiscal e reestruturação da carreira com criação de Sub de Contratos nas Secretarias e Sub de Assuntos Estratégicos, atendimento ao cidadão, maior envolvimento nos processos judiciais com sustentações orais nos Tribunais. Para este ano, continuaremos implacáveis na defesa do Estado, no combate a sonegação fiscal, e na busca pela recuperação de crédito e principalmente os valores inscritos em dívida ativa, que hoje se aproximam de R$ 34 bilhões”, destaca Gabriela Novis.

 

De acordo com a procuradora-geral, para humanizar sua gestão e incrementar os processos da PGE irá focar em Tecnologia da Informação. “Esse investimento aprimorará os procedimentos que auxiliarão os contribuintes”, explica Gabriela. O cal center será implementada na PGE com o propósito de garantir mais agilidade no atendimento aos contribuintes.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

MATÉRIAS RELACIONADAS


Edição Atual

Ed. Nov 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br