Cuiabá, 15 de Dezembro de 2018

DECEPCIONOU ELEITORES

Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018, 17h:58 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Nogueira: escândalos no governo tiraram a credibilidade de Taques

Luana Valentim
Da Redação

(Foto: Roger Perisson)

Arthur Nogueira - 17.jpg

 

O ex-superintendente da Policia Rodoviária Federal, Arthur Nogueira, candidato ao governo pelo Rede Sustentabilidade, criticou duramente em Live do Site Única News, nesta quarta-feira (19), a gestão do governador Pedro Taques (PSDB).

 

Ao analisar o atual governo, Nogueira disse que trabalha com fatos concretos em relação as operações que resultaram em prisões de vários secretários, sendo responsabilidade do governador que os nomeia, independente se tenha sido escolha política ou técnica, o crivo é do chefe do Executivo.

 

“Para isso existe o levantamento social, o acompanhamento, não se pode deixar que isso ocorra em sua equipe. Quantos secretários presos? Quantas operações deflagradas? ”, questionou.

 

Lembrou que Taques foi eleito a senador em 2010 com o mote de anticorrupção, deixando o mandato pela metade para se candidatar a governador em 2014, onde foi eleito. Nogueira destaca que o perfil do tucano é Legislativo, uma vez que ele foi promotor de Justiça e senador da República.

 

“A vida toda dele foi no Legislativo como membro do Ministério Público e estava como um bom senador, inclusive, muito bem-conceituado que poderia ajudar, mas veio para o Executivo e teve vários problemas”, pontuou.

 

Nogueira ainda destacou a prisão do primo do governador, o ex-chefe da Casa Civil Paulo Taques – por suposto envolvimento em desvios de R$ 30 milhões do Detran e no esquema de grampos ilegais – fazendo uma análise de que Taques sabia o que ocorria em seu governo.

 

“Gasta-se horrores com a Secretaria de Comunicação, para promover algo e tentar fazer a população esquecer daquilo que está acontecendo”, frisou.

 

Para ele, Taques ao invés de construir um governo, passou parte do tempo tentando se defender.

 

Destacando ainda que o tucano, na verdade, foi uma grande decepção para os mato-grossenses que depositaram um voto de confiança nele, justamente pelo seu mote de anticorrupção. Porém, passou o seu governo vivendo de passado, acusando o ex-gestor, Silval Barbosa pela crise econômica e constantemente alegando que devido aos atos de corrupção que ocorreram, não haviam recursos para se fazer os investimentos necessários.

 

“Ele esqueceu de construir a sua própria história e foi aí que ele perdeu a confiança dos eleitores”, afirmou.

 

Nogueira disse ainda que o escândalo que envolveu a Secretaria de Segurança Pública – os grampos ilegais – resultando em prisões do chefe da Casa Militar, o secretário da Sesp, policiais militares e até mesmo, chefe da Casa Civil, tirou a credibilidade da segurança no Estado. ‘Um núcleo forte que está blindando a figura do governador que sempre nega saber dos atos de corrupção que ocorreram em sua gestão’.

 

“Uma das maiores virtudes de um ser humano é você reconhecer o seu erro e propor a mudança sobre ele. Agora o que acontece, é sempre a fala de ah não sei de nada e vou me defender no curso do processo, como se o cidadão não merecesse uma resposta”, disse.

 

Ele avalia ainda que agora é a oportunidade de o cidadão sentenciar os candidatos ao depositarem os seus votos na urna eletrônica no dia 07 de outubro, podendo eleger aqueles que não estejam respondendo processos, principalmente, por corrupção, além de tirar o foro privilegiado de muitos.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Nov 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br