Cuiabá, 16 de Outubro de 2019

POLÍTICA
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2019, 14h:17

INSCRIÇÕES ATÉ ESTA SEXTA

MT vai compor intervenção penitenciária no Ceará; governo abre 5 vagas para agentes

Da Redação

(Foto: Divulgação/Sesp)

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) abriu nesta quinta-feira (17), as inscrições para o processo seletivo de agentes penitenciários com cinco vagas, que irão compor o Grupo de Intervenção da Força Tarefa Penitenciária (FTIP) do Ministério da Justiça. A inscrição encerram às 14h desta sexta-feira (18).

A participação de agentes penitenciários do Estado está prevista no Convênio de Cooperação Federativa 28/2017 celebrado entre a União e o Estado de Mato Grosso, para atuar em situações de crises nos estabelecimentos penitenciários das unidades da federação de acordo com as normas estabelecidas no Edital e as necessidades da FTIP.

A seleção será realizada em etapa única (análise curricular), com inscrição online. O candidato deverá preencher o formulário de inscrição, disponível no link e enviar os documentos solicitados, em  formato PDF, não zipado, em vez única, para o e-mail da Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária gabsaap@sejudh.mt.gov.br. Não serão considerados documentos juntados após o final do prazo de inscrição.

Em Mato Grosso, podem se inscrever no processo seletivo agentes penitenciários que estejam em efetivo exercício, com identidade funcional com porte de arma de fogo, entre outros requisitos que devem ser conferidos no edital. 

Os selecionados e interessados devem estar cientes de que a primeira convocação para apresentação à FTIP, em Brasília (DF), poderá ocorrer no período de 21 a 25 de janeiro.

A equipe que será selecionada pelo Depen vai participar incialmente de uma força-tarefa no Estado do Ceará. Outros Estados da federação também foram convidados pelo Departamento Penitenciário Nacional.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE