Cuiabá, 11 de Dezembro de 2018

RECLAMAÇÃO DE PREFEITOS

Terça-feira, 28 de Agosto de 2018, 17h:37 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Medeiros pede intervenção federal na saúde de Mato Grosso

Da Redação

(Foto: Reprodução)

senador Medeiros.jpg

 

O senador José Medeiros (Podemos), candidato a deputado federal nas eleições deste ano, solicitou intervenção federal na saúde pública de Mato Grosso. A decisão foi tomada após as constantes reclamações recebida pelo parlamentar por parte dos prefeitos de praticamente todos os municípios do estado. 

 

Além do descontentamento generalizado, o pedido de intervenção federal também foi necessário em função da grave situação enfrentada pelo Hospital Regional de Rondonópolis. O senador encaminhou o pedido de intervenção, nesta segunda (27), ao Governo Federal. 

 

Durante visita ao hospital estadual, no último final de semana, Medeiros constatou um alagamento no centro cirúrgico e recebeu denúncias de pacientes e funcionários sobre uma infestação de insetos e ratos em vários setores da unidade de saúde.  

 

O senador esclarece que, inicialmente, o pedido de intervenção federal foi encaminhado ao ministro da Saúde, Gilberto Occhi. No documento, o senador apresenta de forma técnica a situação precária dos seis hospitais regionais de Mato Grosso. Diante da confirmação do descaso e do total abandono dos hospitais regionais denunciado por profissionais que atuam nas unidades, Medeiros pedirá do Governo Federal um plano de recuperação emergencial em proteção as pessoas mediante a aparente impossibilidade orçamentária do Governo do Estado para resolver o problema. 

 

“Solicitamos uma equipe técnica de inspeção do Ministério da Saúde para todos os regionais, não só o de Rondonópolis, mas o de Sorriso, Sinop, Cáceres, Alta Floresta e Colíder. Temos uma realidade tão preocupante quanto o atraso de salário e a ameaça iminente de fechamento das unidades que são as condições sanitárias das estruturas. O Hospital Regional de Rondonópolis, por exemplo, cheira a barata, tem fotos e mais fotos de ratos circulando pelas alas de internação. Verifiquei pessoalmente o centro cirúrgico e outras alas alagadas. Qualquer outro órgão público nestas condições já seria um absurdo, mas em um hospital é caso de calamidade pública. Se o Governo do Estado não dá conta, o Federal tem que assumir e resolver. O que não podemos é admitir que isso prossiga e as pessoas sejam penalizadas e corram o risco de morte”, enfatizou José Medeiros.  

 

Filantrópicos 

 

Coordenador da bancada federal de Mato Grosso no Congresso Federal, José Medeiros solicitou uma reunião com o governo estadual para esclarecer a situação dos hospitais filantrópicos, como a Santa Casa de Rondonópolis e Cuiabá. As duas unidades enfrentam sérios problemas financeiros e já estão com o atendimento praticamente paralisado em função da falta de uma posição mais clara do Poder Executivo.

 

 “A bancada de Mato Grosso enviou uma emenda de R$ 100 milhões para o Governo do Estado usar para custeio da saúde, incluindo  pagamento de repasses aos municípios que seriam destinados aos hospitais filantrópicos. Governo fala que repassou os recursos, mas os hospitais alegam que não receberam. Precisamos esclarecer a situação e buscar resolver o problema o mais rápido possível. Pessoas estão morrendo por falta de atendimento. Não podemos admitir isso”, frisou o senador.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Nov 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br