Cuiabá, 14 de Outubro de 2019

POLÍTICA
Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019, 17h:53

“PROBLEMAS INTERNOS”

Medeiros diz que PSL é fruto de ‘ajuntamento’ e pode perder até Bolsonaro

Euziany Teodoro
Única News

Foto: (WhatsApp)

O deputado federal José Medeiros comentou a saída da senadora Selma Arruda do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, e afirmou que tudo se deve a problemas internos na sigla, que ainda seria muito imatura em meio ao cenário político.

Selma se filiou ao Podemos de Medeiros na quarta-feira (18), após se sentir “excluída e desamparada” no PSL.

Medeiros classificou a criação do PSL como um “ajuntamento”, o que teria contribuído para os problemas. “A gente tem que levar em conta que o PSL foi quase um ajuntamento. Ele só passou a existir, de fato, no dia primeiro de fevereiro (de 2018), foi quando eles se conheceram, em Brasília. É difícil. Todo ajuntamento é que nem sala de aula: até todo mundo se enturmar, não é fácil. O Podemos já existe há quase 80 anos, tem uma organicidade muito maior”, avaliou.

Segundo ele, o maior problema da sigla do presidente é a falta de comunicação. “Esses conflitos são normais. Como as coisas não são discutidas dentro do PSL, acabam sendo discutidas fora; isso cria conflitos e acabou culminando na saída dela. Acho que se as coisas fossem tratadas ali dentro, não teria problemas”.

No entanto, para ele, foi uma “boa surpresa” que as coisas não tenham dado certo para a senadora na sigla contrária. “Para o Podemos, que não tem nada a ver com isso, foi uma surpresa muito boa. A senadora vem, mas continua na base (de Bolsonaro). Continua ajudando o Brasil e o Governo”

Medeiros afirma que já convidou Jair Bolsonaro a também deixar a sigla. “O próprio presidente fala em talvez trocar de partido. Eu já fiz o convite e espero que ele venha”.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE