Cuiabá, 18 de Julho de 2018

JOGO POLITICO

Domingo, 01 de Julho de 2018, 13h:00 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Maggi sugere que Sachetti desista do senado para ser vice de Mendes

Da Redação

Foto: (Reprodução)

mAGGI E sACHETTI

 

O ministro da Agricultura e senador licenciado Blairo Maggi (PP) teria sugerido ao deputado federal Adilton Sachetti (PRB), que abrisse mão sair como pré-candidato ao Senado, podendo ser lançado na chapa do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), como vice-governador.

 

Segundo Maggi, um dos problemas em relação a pré-candidatura de Sachetti ao Senado seria a escolha do partido. O ministro teria confidenciado a pessoas próximas de que o Partido Republicano Brasileiro, não disporia de tempo de TV para a propaganda eleitoral e nem de estrutura partidária adequada.

 

O PRB possui 21 deputados federais e dois senadores e nas eleições deste ano, os candidatos ao Senado terão, somados, sete minutos para o horário eleitoral. O partido terá 15 segundos de tempo para a campanha. Em âmbito nacional, umas das maiores lideranças do partido são os deputados federais Celso Russomano e Sérgio Reis, por São Paulo, além do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella.

 

O deputado iria para o Democratas tentar a reeleição e decidiu ir para o PRB para disputar uma vaga no Senado após o anuncio de Maggi que não seria mais candidato este ano.

 

Maggi acredita que o ideal seria Sachetti ter se filiado ao Partido Progressista, quando deixou o Partido Socialista Brasileiro. O partido possui 49 deputados federais e sete senadores e terá 28 segundos de Rádio e TV no horário eleitoral para o Senado, 13 a mais do que o PRB.

 

Além de possuir ascensão política no Estado, o PP tem um número de vereadores e prefeitos superior ao PRB, o que proporciona a "entrada" dele em localidades fora de sua base eleitoral. 

 

O grande desafio da ida de Sachetti para a vice-governadoria na chapa de Mendes seria convencer o DEM que tem como preferência para o cargo o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta, mesmo que já tendo anunciado sua pré-candidatura ao governo pelo Partido Democrático Trabalhista.

 

Com isso, Carlos Fávaro (PSD) ganha força na chapa como o segundo nome para o Senado e terá 26 segundos de Rádio e TV na campanha eleitoral.

 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Junho 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br