Cuiabá, 13 de Novembro de 2018

APÓS ESCÂNDALOS

Segunda-feira, 06 de Março de 2017, 09h:33 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Maggi diz que "astros" precisam favorecer para uma candidatura à presidência

Por Suelen Alencar / Única News

(Foto: Reprodução)

maggi 2.jpg

 

O ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) afirmou que não sairá correndo para formar candidatura para ser presidente da Republica. Em entrevista ao programa Chamada Geral , na manhã desta segunda -feira (06), Maggi disse que vai precisar de ajuda dos "astros" para tudo se encaixe  para uma possível candidatura, mas garantiu que isso não é prioridade no momento.

 

 “Além de tudo se encaixar, muitos astros precisam se alinhar para alguém ser candidato à Presidente da República”, ironizou o ministro.

 

Diferente do posicionamento brincalhão de Maggi, o Partido Progressista (PP) já havia dado o alerta de uma campanha positiva de Maggi ao cargo de executivo federal. O Presidente nacional do Partido Progressista (PP), senador Ciro Nogueira, chegou a confirmar à imprensa, em fevereiro, que a sigla trabalha e alimenta esperança de que o senador licenciado Blairo Maggi a disputa à presidência da República nas eleições de 2018. Na época Ciro disse que "o PP trabalha candidatura própria à sucessão do presidente Michel Temer (PMDB) e Maggi é o principal nome à disputa", disse. 

 

Agora, Maggi que teve um envontro com o governador Pedro Taques (PSDB), durante a posse do deputado federal Nilson Leitão (PSDB) na Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), realizada também no mês de fevereiro, em Brasília, insiste em dizer que ta fora da dispjuta de 2018. Na entrevista, o 'rei da soja'  afirmou que a presidência "não é um projeto para quem quer".

 

“Mesmo que seja uma forma de reconhecimento da política. É um projeto que acontece ao longo do tempo. Muitos astros precisam se alinhar para você ser candidato à presidente da república e candidato com alguma viabilidade. Nós temos muitos partidos e são muitos interesses partidários/políticos que estão no meio”, afirmou.

 

Por outro lado ele disse que não perderá nenhum oportunidade que passar a sua frente, “se o cavalo passar na minha frente obviamente deverei aproveitar a oportunidade, mas, em uma conversa chula, eu não ficarei correndo atrás do cavalo. Por que eu acho que não dá para fazer um projeto por aí”, disse.

 

Rusgas

 

O novo presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado estadual Eduardo Botelho (PSB), cutucou o ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP), em entrevista ao programa Ponto de Vista, da TV Brasil Oeste.

 

Botelho declarou que Maggi só estará no palanque de Taques em 2018 se o cenário estiver favorável, ou seja, se o governo ir bem. O socialista ainda ressaltou que o ministro só disputa eleição “na boa” e caso a reeleição apresente risco, ele concorrerá a uma vaga no Congresso Nacional.

 

"Todos sabemos que o Maggi sempre disputou eleições na boa. Na próxima eleição, ele só estará conosco se não perceber nenhum risco. Se ver qualquer risco, ele lançará um nome e disputará o Senado", alfinetou.

 

(Foto: Reprodução)

Maggi e Riva juntos.jpg

 

Escândalos 

 

A Justiça indeferiu o bloqueio de R$ 4 milhões em bens de Blairo Maggi (PP) e do ex-deputado estadual, José Riva, em um processo que apura a compra da vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para Sérgio Ricardo, afastado das funções desde janeiro.

 

A decisão do juiz Luís Aparecido Bertolucci Júnior, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular foi proferida no último dia 22 de fevereiro, mas publicada somente no Diário Eletrônico de Justiça nesta quinta-feira (2).

 

Maggi e Riva são acusados pelo Ministério Público do Estado (MPE) - que entrou com a ação na Justiça -, de terem participado da compra da vaga para substituir Alencar Soares como conselheiro do Tribunal de Contas. Também são réus no processo e permanecem com o patrimônio bloqueado os ex-conselheiros do TCE Humberto Bosaipo e o próprio Alencar Soares. Também estão com os bens bloqueados pelo TJ-MT, Leandro Soares (filho de Alencar Soares), o ex-secretário do Estado, Éder Moraes, o ex-governador Silval Barbosa, e o empresário Gércio Mendonça Júnior, conhecido como Júnior Mendonça.

 

 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Outubro 2018

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br