Cuiabá, 18 de Outubro de 2018

PRESIDÊNCIA DA CÂMARA

Terça-feira, 03 de Janeiro de 2017, 17h:54 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Justino prega respeito entre poderes, mas nega apoio de Pinheiro em votação

Da Redação

(Foto: Reprodução)

Câmara-presidente-Justino.jpeg

 

'O novo presidente da Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá, Justino Malheiros negou que sua vitória esteja ligada a um suposto apoio do prefeito eleito Emanuel Pinheiro'

 

 

Em entrevista dada nesta terça-feira (03) à uma rádio de Cuiabá, o novo presidente da Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá, Justino Malheiros (PV) negou que sua vitória estaria ligada a um suposto apoio do prefeito eleito Emanuel Pinheiro (PMDB).

 

Mais conhecido por Tininho, o novo presidente da Casa de Leis afirmou que o comando da Câmara, foi resultado de uma longa e pacienciosa ação entre os vereadores. E adianta - que diferente da Legislatura passada -, a Câmara de Cuiabá, sob o seu comando, não será ‘subserviente’ ao Palácio Alencastro. Mas, obviamente, diz Malheiros,  'trabalharemos em favor dos bons projetos para Cuiabá, entretanto mantendo a independência', reiterou ao se referir quanto a sua posição de manter a liberdade entre os poderes.

 

Com chapa única e sem um voto contrário, Justino venceu a disputa da Mesa Diretora, no último domingo (1), após a posse dos 25 vereadores. A negociação que desde o início foi acompanhada pelo Site Única News, iniciou ainda no dia 10 de dezembro quando o nome mais ventilado para disputar a presidência da Casa era o de Misael Galvão (PS). 

 

Amparado pelos colegas de sigla, o PV, que mantém o maior número de parlamentares na Câmara, e com a adesão ao grupo do tucano Renivaldo Nascimento, as negociações cresceram. Próximo da posse, Justino já contava com o apoio de 14 vereadores. E, para evitar suscetibilidades, ao final, Galvão também retirou o seu nome, ajudando o nome de Malheiros a se tornar consenso entre seus pares.

 

Compõe a Mesa Diretora com Malheiros, os vereadores Renivaldo Nascimento (PSDB), como primeiro vice-presidente, Diego Guimarães (PP) como segundo vice-presidente, Dilemário Alencar (PROS) como primeiro secretário, e o vereador Marcelo Bussiki (PSB) como segundo secretário.

 

Justino Malheiros vem de uma longa linhagem de políticos tradicionais cuiabanos. Ele é filho do ex-deputado estadual, João Malheiros (que ganhou como vice de Mauro Mendes em 2012, optando no entanto em retornar à Assembleia). Este é o seu primeiro mandato, mais sempre foi conhecido como o braço direito do pai nas eleições e no Legislativo estadual.

 

Com um orçamento de R$ 30 milhões para 2017, Justino Malheiros não terá só a missão de cortar gastos mas, sobretudo, de refazer a desgastada imagem da Câmara de Cuiabá, mais conhecida nas redes sociais como a ‘Casa dos Horrores’.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Setembro 2018

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br