Cuiabá, 20 de Outubro de 2018

ELEIÇÕES 2018

Quarta-feira, 16 de Maio de 2018, 12h:03 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Jayme volta a garantir candidatura própria no DEM e que viajará MT para isto

Da Redação

(Foto: Secom/VG)

Jaime 2.jpg

 

O ex-secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande e ex-senador da República, o democrata Jayme Campos, revelou nesta última terça-feira (15), em evento de comemoração dos 151 anos da cidade vizinha à Cuiabá, que até dia 15 de julho deverá visitar no mínimo 60 cidades do Estado, promovendo encontros e reuniões do partido.

 

Mesmo depois da sigla abortar a candidatura de Rodrigo Maia à presidência da República, o que deverá ocorrer até o dia 15 de junho, e esta decisão refletir enormemente no DEM, que se preparava para ter candidaturas próprias - Senador e Governadoria -, até para assegurar palanque para Maia, Campos garante que os projetos da legenda não ficaram menores. 

 

Prova disto que a ação, ainda de acordo com Jayme, objetiva o fortalecimento de sua candidatura ao Senado ou até mesmo ao Governo do Estado. Isto, claro, levando em consideração as pesquisas internas do partido que consideram o ex-senador um nome viável para enfrentar a reeleição do governador tucano, Pedro Taques. Sem meias palavras, o cacique democrata se diz preparado para disputar erm qualquer posição, nestas eleições, levando em conta sua experiência política.

 

'Já fui prefeito por três mandatos, governador e senador. Assim, me encontro habilitado para governar. Agora é construir um arco de aliança e ouvir o povo. Nesta próxima sexta-feira (18), iniciamos estas articulações e viagens e deveremos fazer seis cidades na região Oeste do Estado, depois mais seis'.

 

Mesmo sem citar o nome do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, que recentemente se filiou ao DEM, com sinais claros claros que poderia 'peitar uma disputa pelo comando do Palácio Paiaguás', mas com sérios problemas de reorganizar suas empresas, Jayme dá larga às visitas, antevendo a possibilidade de que Mendes - que tem até 30 de maio para se posicionar -, possar desistir de sua candidatura.

 

Assim, até lá os democratas trabalham com a construção de diversas possibilidades. A certeza até agora é de que Jayme quer lançar candidatura em chapa majoritária. E seu irmão, o ex-governador Júlio Campos, igualmente um dos caciques do DEM, avaliza esta ideia. E tem dito, sempre que pode, aos jornalistas, que o partido só aguarda o resultado de uma nova pesquisa - encomendada pelo diretório nacional da sigla -, para definir os nomes em Mato Grosso.

 

Júlio em recente entrevista à uma TV, afirmou que as três grandes apostas do Democratas são Jayme Campos, Mauro Mendes e Eduardo Botelho (este último podendo ter sua reeleição até mesmo para o Legislativo fragilizada, após ter seu nome envolvido no escândalo do Detran).

 

Já Jayme - em entrevista na semana passada ao Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real -, disse em 'alto e bom som' que a maioria dos democratas trabalha com a ideia de candidatura própria para o Governo, Senado e com possibilidades de coligações fortes para garantir uma boa bancada de parlamentares estadual e federal. 

 

Para dar mais legalidade ao desejo da legenda em Mato Grosso, Jayme chegou a revelar que teria sido convidado pelo governador Pedro Taques (PSDB) para ser seu vice na disputa pela reeleição. A resposta dada ao tucano, ainda de acordo com Jayme -, é que ele não toma decisão isoladamente. 'Eu sou partidário. Tenho um bom relacionamento com o governador mas, igualmente, com vários outros políticos e de várias legendas em Mato Grosso'.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Setembro 2018

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br