Cuiabá, 19 de Agosto de 2018

ELEIÇÕES 2018

Quinta-feira, 19 de Abril de 2018, 10h:18 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Jayme rebate críticas de Selma e já descarta aliança com Taques

Wellyngton Souza

(Foto: Reprodução)

Jayme e Taques.jpg

 

Depois que a juíza Selma Arruda (PSL) disse que o perfil do ex-senador Júlio Campos (DEM) é de pessoas da velha política, o ex-governador Jayme Campos, também democratas, ressaltou que o comentário da magistrada é insignificante.

 

Além disso, Jayme descartou qualquer aliança do DEM com o projeto de reeleição do governador Pedro Taques (PSDB). A sigla deve lançar candidatura própria para o pleito eleitoral deste ano.

 

Em entrevista à Rádio Capital na manhã desta quarta (18), Jayme disse que está acima de qualquer crítica. "Eu estou acima disso aí. Todavia nós não podemos em hipótese alguma, desconhecer de aquelas pessoas que lamentavelmente estão desempregadas, outros querem fazer palanque eleitoral, e outros fazem por idiotice mesmo. Não conhece a nossa trajetória, a nossa biografia”, disparou.

 

Jayme destacou que sua carreira como governador, prefeito de Várzea Grande por 3 mandatos, senador, entre outros cargos falam por si só frente à opinião pública, lembrando que tem obtido bons percentuais nas pesquisas eleitorais. “Isso com certeza me deixa feliz e na certeza absoluta de que esses discursos que estão aí de velho, de novo, tudo isso é uma camuflagem”, afirmou.

 

O ex-parlamentar também suspeitou que ex-magistrada tenha se utilizado da Sétima Vara Criminal de Cuiabá com interesses políticos. "São pessoas que esconderam através de um cargo usando de malefícios e artifícios querendo se preparar eleição", lembrou sobre a ex-juíza que mandou prender figuras políticas como o ex-deputado José Riva (sem partido) e o ex-governador Silval Barbosa (sem partido).

 

Ainda durante a entrevista, o ex-senador afirmou que, apesar de manter uma amizade com o governador Pedro Taques, a sigla não deve se aliar ao chefe do Executivo nas eleições em outubro, já que busca lançar uma candidatura própria pelo democratas.

 

“Amizade é amizade, política é política. São coisas diferentes. O desejo do partido é ter candidatura própria, mas isso ainda está sendo avaliado. Ir com uma pessoa que está bem avaliada é fácil, mas não é isso que acontece e um grupo grande não deseja ficar na coligação de Taques e temos que respeitar a maioria”, declarou.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. julho 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br