Cuiabá, 19 de Julho de 2018

ESQUEMÃO DESDE 2009

Quinta-feira, 17 de Maio de 2018, 15h:38 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Envolvidos nos desvios do Detran chegaram a sacar até até R$ 2,2 milhões na boca do caixa

Da Redação

(Foto: Montagem/Web)

Paulo Taques- Pedro Zamar- irmão-Bônus.jpg

 

O Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) revelou mais uma etapa de como funcionava o esquema de desvios no Departamento Estadual de Trânsito. Conforme as investigações, os alvos das operações chegaram a efetuar saques de até R$ 2,2 milhões na boca do caixa. A operação Bônus deflagrada no último dia 9 de maio faz parte da Bereré que aconteceu fevereiro deste ano. 

 

“Os dados constantes no relatório demonstram o dinheiro relacionado a contrato administrativo do Estado – por meio do Detran - , indo e voltando reiteradamente entre os denunciados, sendo esfregado na tentativa de retirar-lhe a sujeira, que cobre a sua origem”, diz trecho da denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), proposta na última quarta-feira (16).

 

Conforme o Gaeco, foram investigadas as movimentações entre os denunciados e terceiros, que mantinham relacionamento financeiro com mais de um denunciado e servidores da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, ligados à organização.

 

Na tentativa de tentar driblar e esconder a origem do dinheiro, os denunciados utilizaram de diversas maneiras para movimentar o dinheiro de forma que não fosse percebido, como saques de pequenos valores, utilização de empresas, transferências e compensação de cheques entre membros da própria família ou entre empresas das quais membros da família são sócios e, ainda, a utilização de empregados como destinatários de reiteradas transferências e/ou cheques.

 

Consta no relatório da polícia, o recebimento por parte de Rebeca Maria de Sousa Arruda a quantia de R$ 3.044.510,76 referente a 538 cheques emitidos por Antônio Eduardo da Costa e Silva. Tendo a beneficiária sacado o valor de R$ 2.274.587,86 na boca do caixa.

 

As investigações do Gaeco apontaram que Antônio “se utilizava de pessoas que eram subordinadas, em razão de vínculo empregatício formal, para atos de lavagem, emitindo cheques de sua conta bancária e determinando, em seguida, que seus funcionários os trocassem no caixa da agência bancária e repassassem os valores em espécie a pessoas que ele determinava ou devolviam tais valores a ele”.

 

Denúncia

 

O ex-governador Silval Barbosa e seu chefe de gabinete, Sílvio Corrêa, mais sete deputados, um ex-deputado federal e mais 48 pessoas foram denunciadas na última quarta-feira (16), pelo Ministério Público. O grupo inclui, ainda, parentes dos gestores e empresários.

 

Além de responderem por envolvimento na organização criminosa, ainda foram imputados aos denunciados os crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e fraude em licitação. Na denúncia foram apresentados 37 fatos ocorridos entre os anos de 2009 a 2016.

 

Operação Bererê e Bônus

 

A operação “Bererê” foi deflagrada em fevereiro deste ano contra desviou de dinheiro no Detran, por meio de esquema fraudulento, denunciado pelo irmão do ex-governador Silval Barbosa, Antônio Barbosa, em delação homologada ao Supremo Tribunal Federal (STF). 

 

A organização teria fraudado uma licitação e abriu uma empresa fantasma com apoio de políticos para acobertar o esquema, segundo a denúncia.

 

A operação Bônus é resultado da análise dos documentos apreendidos na primeira fase da Bereré, dos depoimentos prestados no inquérito policial e colaborações premiadas.  Durante a operação foram presos o deputado estadual Mauro Savi (PSB), o ex-secretário da Casa Civil, Paulo Taques e seu irmão o advogado Pedro Zamar, ambos primos do governador Pedro Taques (PSDB), e os empresários Roque Anildo Reinheimer, Claudemir Pereira dos Santos, vulgo 'Grilo', e José Kobori.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Junho 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br