Cuiabá, 19 de Setembro de 2018

RETORNAM DIA 8

Sábado, 28 de Abril de 2018, 07h:18 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Deputados adiam sessões por uma semana e emendam feriadão

Jéssica Moreira

(Foto: Reprodução)

AL_MT.jpg

 

Os deputados estaduais decidiram por prologar ainda mais o feriado do dia do trabalhador (1º de maio), na próxima terça-feira e só retomar os trabalhos na Assembleia Legislativa no dia 8 de maio. 

 

A Mesa Diretora seguiu a orientação do Colégio de Líderes para que as quatro sessões ordinárias previstas para a semana que vem, de quarta-feira (2) e quinta-feira (3), sejam repostas nos 15 dias subseqüentes.

 

Com isso, na terça-feira (8) ocorrem duas sessões e na quarta-feira (9) serão quatro sessões plenárias. Na quinta-feira (10), deve haver sessão única, visto que a sessão do dia 1º maio não deve ser compensada devido ao feriado.

 

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), já tinha avisado que a Mesa Diretora acataria a decisão do Colégio de Líderes, órgão consultivo previsto no Regimento Interno para definir a pauta de votação, composição de comissões e dirimir dúvidas.

 

A justificativa para esta escolha é para que os deputados possam aproveitar o feriado e realizar visita nas bases, já que, com exceção do deputado estadual Wancley Carvalho (PV), todos são candidatos à reeleição.

 

Pauta travada 

 

O governo estadual enviou nesta semana dois projetos de Lei para a Assembleia Legislativa que dificilmente devem ser aprovados neste ano. Um deles é um empréstimo do Banco do Brasil no valor de R$ 51,8 milhões para a aquisição de máquinas, equipamentos e veículos agrícolas. 

 

Deste valor, R$ 45,3 milhões serão destinados para a aquisição de 71 pás-carregadeiras, com o custo total previsto de R$ 22,7 milhões, e caminhões basculantes, com o custo previsto de R$ 22,6 milhões. O projeto será gerido pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra).

 

Os equipamentos, conforme argumentação do governo na mensagem, serão destinados à manutenção das rodovias municipais e repassados aos municípios mediante termo de comodato.

 

Já o outro projeto, foi discutido em sessão plenária de quarta-feira (25) referente a instituir o Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal de Mato Grosso (FEEF). A expectativa é de que o governo estadual consiga arrecadar R$ 183,7 milhões, que serão destinados exclusivamente à saúde.

 

A medida é necessária para a alcançar recurso e que Tesouro Estadual possa oferecer suporte financeiro para cumprir com os encargos básicos que o Estado, principalmente na área de saúde.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Agosto 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br