Cuiabá, 16 de Outubro de 2019

POLÍTICA
Terça-feira, 17 de Setembro de 2019, 11h:22

PESCA AMADORA

Deputado viaja para MS e conhece o ‘drama’ dos impactos da lei Cota Zero

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: AL-MT)

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) viajou nessa segunda-feira (16), para Mato Grosso do Sul e se reuniu com pescadores com a intenção de conhecer os impactos do programa Cota Zero no Estado. O deputado viajou com recurso da Assembleia Legislativa autorizado pela mesa diretora da Casa.

O projeto de lei, nº 668/2019 foi apresentado recentemente pelo governo de Mato Grosso e proíbe a comercialização e o transporte de pesca amadora por cinco anos, a partir de 2020.

Wilson Santos é membro titular da Comissão Especial da Assembleia Legislativa, responsável por discutir sobre o projeto. Segundo o parlamentar, foi possível perceber que o impacto do projeto no estado vizinho não foi positivo para os pescadores e houve até desempregos.

Ele complementou que a visita foi importante, já que as informações podem “subsidiar” a elaboração de um projeto alternativo que concilie interesses da sustentabilidade ambiental com a atividade econômica.

Em Mato Grosso do Sul, foi reduzida pela metade a quantidade permitida para pesca amadora e esportiva. O decreto 15.556/2019 de autoria do governador do Estado, Antônio Azambuja (PSDB), já está em vigor, desde fevereiro deste ano. 

“Os pescadores reclamaram muito. Estão abandonados e sem perspectiva de melhoria. Há um desemprego generalizado, há uma angustia em Anástacio. E estamos conhecendo todo esse drama aqui em Mato Grosso do Sul para que isso não se repita em Mato Grosso. [...] Houve uma queda de 60% do movimento econômico. O desemprego aumentou e por consequência a crise social”, declarou.

Em solo sul-mato-grossense, o deputado Wilson Santos compareceu aos municípios de Anástácio e Aquidauana, ambos com vocação de atividade pesqueira, para dialogar com pescadores da colônia Z-18 a respeito dos efeitos sociais e econômicos do Cota Zero.

O efeito mais drástico do Cota Zero, porém, foi constatado na comunidade Águas do Miranda que pertence ao município de Bonito. O deputado Wilson Santos ainda compareceu em Corumbá para uma reunião com dois cientistas da Embrapa Pantanal. Na ocasião, foram apresentados estudos técnicos a respeito da bacia hidrográfica do Alto Paraguai que envolve Mato Grosso e Mato Grosso em 80 municípios e 2,5 milhões de habitantes.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE