Cuiabá, 23 de Julho de 2019

POLÍTICA
Quinta-feira, 25 de Abril de 2019, 17h:19

SEGURANÇA PÚBLICA

Deputado defende fortalecimento da política de combate e prevenção às drogas

Única News
Com assessoria

ALMT

O deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade) defendeu, nesta semana, a realização de debate sobre o “Combate e prevenção às drogas no Brasil” na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara Federal. O tema também tem ligação direta com a luta do parlamentar por mais investimentos na segurança pública na região de fronteira.

O parlamentar entende que a redução dos índices de violência no país está diretamente ligada ao combate às drogas. Segundo ele, as políticas adotadas pelos governos não foram eficientes, por isso se diz defensor da repressão, prevenção e discussão a respeito do assunto, já que na sua visão o modelo em vigor não funciona.

“O quadro hoje é um dos maiores índices de violência do mundo e o agravamento de uma epidemia. A cada dia aumenta no consultório a presença de pais e mães desesperados com seus filhos envolvidos com drogas e consequentemente com todas as formas de violência”, afirmou deputado Leonardo, que também é médico com pós-graduação em psiquiatria.

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado aprovou o requerimento 38/2019, de autoria do deputado Delegado Marcelo Freitas. Na semana passada, a mesma comissão aprovou o requerimento do deputado Dr. Leonardo para tratar do tema “Segurança Pública na Zona de Fronteira do Brasil”. Na avaliação do deputado, são oportunidades para relacionar os temas e trazer luz às soluções.

“Prevenção, acolhimento e tratamento, reinserção social, repressão ao tráfico. São muitos fatores envolvidos que precisam ser melhor debatidos. São muitas frentes de trabalho que precisamos aprimorar no Brasil. Mato Grosso que infelizmente representa uma rota no tráfico internacional de drogas tem um representante que está trabalhando arduamente no Congresso Nacional para combater essa triste realidade”, ressaltou o deputado.

No pedido de audiência pública sobre segurança de fronteira, Dr. Leonardo observa que a criminalidade no país não está restrita às periferias das cidades ou nas favelas dos morros. Drogas e as armas que entram no território nacional por rotas que atravessam as fronteiras vindas pelo mar ou de países vizinhos como Bolívia, Colômbia, Peru e Paraguai abastecem toda uma rede de criminalidade, especialmente o Crime Organizado. Por isso, a necessidade de discussão de políticas para combater essa realidade.

“O Estado brasileiro tem sido incompetente e omisso no controle, fiscalização e proteção de nossas fronteiras. Precisamos fazer os governos entender que é mil vezes mais fácil combater a droga na fronteira do que atacar os focos de droga depois que elas se alastram nas grandes cidades, abastecem o tráfico e fazem novas vítimas”, finalizou.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE