Cuiabá, 20 de Setembro de 2019

POLÍTICA
Quarta-feira, 28 de Agosto de 2019, 15h:58

PREFEITURA DE CUIABÁ

Deputada afirma que candidatura de Emanuel Pinheiro está consolidada no MDB

Euziany Teodoro
Única News

Secom Cuiabá

A deputada Janaína Riva, uma das principais lideranças estaduais do MDB, afirma que a candidatura de Emanuel Pinheiro à reeleição de Cuiabá está consolidada no partido. Em entrevista à Rádio Capital, nesta quarta-feira (28), ela confirmou que Pinheiro é “candidatíssimo”.

“Tenho encarado que essa candidatura é normal, um fluxo que deve seguir. Qualquer coisa diferente disso é que avalio como anormal, mas é uma decisão que cabe exclusivamente a ele e o partido deve participar disso no ano que vem, mas hoje vejo ele como candidatíssimo”, disse.

Questionada se assumiria a corrida ao Alencastro, caso Emanuel Pinheiro desista da eleição, Janaína diz que “não dispensaria”. “Eu não dispensaria. Não está nos planos participar de uma eleição em Cuiabá no ano que vem, mas tenho ouvido muitas pessoas questionando: ‘e se Emanuel não for?’. Poderia ser um nome de consenso, com apoio do Governo. Seria um cenário, mas um cenário muito diferente”.

A deputada analisa o apoio do Democratas essencial para uma campanha vitoriosa, tendo em vista que o governador do estado, Mauro Mendes, pertence ao DEM, além do presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho. No entanto, avaliando o atual cenário, esta aliança parece cada vez mais distante, segundo Janaína.

“Acho que a candidatura dele caminha muito bem, mas vai ser uma disputa muito sangrenta, caso tenha um candidato que venha da base governista. Infelizmente, a gente está trabalhando por algo diferente disso e gostaria que fosse uma realidade, mas cada dia que passa, vejo isso mais distante, de conseguir uma aliança entre Emanuel e governo do Estado.”

 

 

============================

Partido critica Lei que desobriga prestação de contas da VI dos vereadores

O Partido NOVO em Cuiabá se posiciona contra e faz críticas à Lei sancionada no dia 8 de agosto, pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), proposta pela Mesa Diretora da Câmara Municipal de Cuiabá, que alterou a lei que regulamentava a prestação de contas e a finalidade da Verba Indenizatória paga a cada um dos 25 vereadores. O texto foi aprovado em regime de urgência, na última sessão da Câmara, antes do recesso parlamentar.

A alteração foi aprovada por unanimidade no dia 18 de julho na Câmara. A matéria muda a Lei nº. 5.643 de janeiro de 2013, que foi alterada pela Lei nº 5.781 de fevereiro de 2014, suspensa pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal.

Atualmente o valor exato da VI é de R$ 18.906,97, para cobrir gastos com atividades relacionadas ao cargo, está quantia não conta os salários e nem a verba destinada aos gabinetes. Em uma conta simples significa que mensalmente R$ 472.675,25 dos cofres públicos é destinado à Câmara sem obrigação de prestação de contas.

“É um absurdo que a Câmara de Cuiabá se aproprie de quase meio milhão de reais por mês de recurso público e não tenha que comprovar onde todo esse dinheiro foi destinado. Na prática, não há mais como fiscalizar os gastos”, declara o líder do NOVO em Cuiabá, Sérgio Antunes.

Antunes afirma ainda que o partido estuda entrar com uma ação judicial contra a medida.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE