Cuiabá, 21 de Outubro de 2019

POLÍTICA
Quinta-feira, 05 de Setembro de 2019, 08h:46

REUNIÃO

Comissão de Educação quer substituição de contêineres usados como sala de aula

Única News
Com assessoria

(Foto: Fablicio Rodrigues/ALMT)

A Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto aprovou 19 matérias e a convocação da secretária de estado de Educação, Marioneide Angélica Kliemaschewsk, em reunião ordinária na tarde desta quarta-feira (10). Uma das propostas que receberam parecer favorável estabelece regras e prazos para substituição de contêineres usados como sala de aula por prédios de alvenaria.

Projeto Lei nº 389/2019 foi apresentado pelo deputado Dr. João de Matos (MDB) após o colegiado visitar escolas que oferecem aulas dentro de contêineres. “É uma vergonha para o nosso estado. Então fizemos esse projeto fazendo que acabem os contêineres, que tenha escola decente com estrutura”, explicou Matos. “Nós fomos à Escola Padre Firmo, aqui na capital, dá pena de ver. Sem ar condicionado, as cadeiras quebradas, as paredes com mofo, não tem a mínima estrutura”, completou o parlamentar.  

“O governo precisa apresentar um programa de manutenção e reforma das escolas”, defendeu o deputado Wilson Santos (PSDB). “Crianças estudando em antigas baias de cavalo e entregues a toda sorte. Nós vamos arrochar cada vez mais a fiscalização”, garantiu o parlamentar, que planeja uma nova visita à Escola Estadual Santa Claudina, em Santo Antônio de Leverger. Já o presidente da comissão, deputado Thiago Silva (MDB), destacou que o trabalho do colegiado tem conseguido avanços e disse ter informações que hoje há apenas uma escola em Campo Verde ainda funcionando em contêineres.

Para discutir os problemas foi aprovada a convocação da secretária de Educação, Marioneide Kliemaschewsk. Ela deve comparecer à comissão no dia 2 de outubro. O deputado Valdir Barranco (PT) defendeu a convocação para que seja dada uma resposta à comunidade das escolas visitadas, uma vez que foi gerada expectativa.  “Nós temos de tomar uma medida de pulso mais firme”, defendeu Barranco, que disse ainda que o colegiado faz questão da presença da titular da pasta.

Também foram aprovados no encontro o Projeto de Lei nº 394/2019, que prevê reserva de vagas em cursos superiores de ciências agrárias para estudantes de escolas situadas em zonas rurais e o Projeto de Lei nº 464/2019, que pretende garantir debates antes de fechamento de cursos, turnos e unidades na rede pública de ensino. “Nossa ideia é mudar a forma de se fazer [o fechamento]. Isso precisa ser muito mais discutido com a comunidade”, argumentou o deputado Dr. João de Matos, autor da proposta. Ele ainda cobrou a convocação dos aprovados em concurso para a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) para que sejam ofertados mais cursos técnicos no estado.

Moção de aplausos

Depois da votação das propostas, foram entregues moções de aplausos a integrantes de associações que atuam junto à Comissão de Educação. “Hoje fizemos uma homenagem a todas as mães, associações, clubes, que fazem esse trabalho voltado para o fortalecimento das políticas para o autismo e também dislexia no nosso estado”, pontuou o deputado Thiago Silva. “Mais importante que o reconhecimento são as portas abertas. Aqui nós sempre tivemos portas abertas desde o primeiro encontro o deputado Wilson Santos nos deu carta branca para várias ações e esteve presente em várias ações”, ressaltou coordenadora em Mato Grosso do Movimento Orgulho Artista Brasil (MOAB), Hamara Ferreira.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE