Cuiabá, 11 de Dezembro de 2017

DELAÇÃO DE SILVAL

Quarta-feira, 29 de Novembro de 2017, 18h:24 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Carlos Bezerra volta a ser alvo de STF após denúncia de propina em reforma de aeroporto

Da Redação

(Foto: Ilustração)

carlos bezerra.jpg

 

Após ser citado na delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (sem partido), o deputado federal, Carlos Bezerra (PMDB), passa a ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), por suspeita de recebimento de propina após superfaturamento da obra de reforma do aeroporto de Rondonópolis (a 208 Km de Cuiabá).

 

Em denúncia ao ministro Luiz Fux, durante acordo de delação, o ex-governador apontou a existência de superfaturamento na reforma e, também, a concessão de propinas. De acordo com o ex-gestor estadual, Bezerra teria cobrado as propinas para quitar um empréstimo, no qual o delator era avalista.

 

Além da reforma do aeroporto, que estava sob responsabilidade da empresa Ensercon Engenharia Ltda, as obras de recapeamento da MT 060, da EBC – Empresa Brasileira de Construções Ltda, e a construção de uma estrada entre Nobres, realizada pela Construtora Tripoli, cujo proprietário é o deputado estadual Nininho, também foram alvos da cobrança de propina.

 

De acordo com Silval, mesmo cobrando propina, Bezerra não teria pago a dívida de R$ 4 milhões.

 

 

Após a denúncia, o Tribunal de Contas do Estado identificou um superfaturamento de R$ 7,5 milhões na reforma do aeroporto. Por isso, um inquérito foi aberto pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública. No entanto, com foro privilegiado a investigação foi encaminhada ao STF.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Novembro 2017 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br