Cuiabá, 06 de Dezembro de 2019

POLÍTICA
Quarta-feira, 06 de Novembro de 2019, 12h:00

"NÃO PEGOU BEM"

Botelho arquiva projeto que alterava os dias das sessões plenárias da Assembleia

Claryssa Amorim
Única News

(Foto: AL-MT)

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Eduardo Botelho (DEM), decidiu arquivar o projeto que alterava o Regimento Interno da Casa, referente aos dias de realização das sessões. Segundo o projeto, os deputados teriam mais “tempo” de atender as demandas dos municípios do interior do estado.

Atualmente, é realizada uma sessão às terças-feiras, nas quartas-feiras são duas e nas quintas-feiras mais uma. O projeto sugeria que as sessões fossem remanejadas para as terças-feiras à noite e nas quartas-feiras seriam três sessões, uma em cada período do dia.

Caso fosse aprovado, além dos deputados estarem livres desde quinta-feira para se deslocar aos municípios, a proposta era de também aumentar a presença dos parlamentares em plenário.

No entanto, segundo Botelho, em conversa com os deputados e o Colégio de Líderes, o projeto “não pegou bem” e a decisão foi pelo arquivamento.

“Discuti com os deputados e vimos que não pegou bem esse projeto. Então, nós pedimos para o plenário para arquivar esse projeto e acabar com essa discussão e continuar as sessões nos dias normalmente. O assunto está encerrado”, disse o presidente da Casa, em entrevista a jornalistas nessa terça-feira (5).

O parlamentar esclareceu ainda que, antes da decisão, também estudou o projeto e constatou que só prejudicaria os trabalhos das comissões da Assembleia, já que diminuiria a presença dos deputados.

O Projeto de Lei chegou a ser discutido no dia 30 de outubro, no plenário na Casa, em que o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) teve o pedido de vista concedido pela deputada Janaina Riva (MDB).


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE