Cuiabá, 16 de Junho de 2019

POLÍTICA
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2019, 20h:51

PROJETO DO FETHAB

Ampa critica Mendes e diz "empurrou proposta à AL sem ao menos ouvir o setor"

Claryssa Amorim
Da Redação

(Foto: Reprodução)

A Associação Mato-grossense  dos Produtores de Algodão (Ampa) emitiu uma nota, nesta quinta-feira (10), criticando o governador Mauro Mendes (DEM), após se recusar em discutir com a associação sobre a proposta de alteração do Fethab.

Nessa última quarta-feira (9), o deputado estadual reeleito Guilherme Maluf (PSDB) e primeiro secretário da Mesa Diretora, defendeu em reunião com o governador democrata, no Palácio Paiaguás, sobre a necessidade de uma discussão mais ampla com os empresários do agronegócio. Em particular, com relação a unificação do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) 1 e 2.

No entanto, a Ampa informou que não foi o que aconteceu, pois a única reunião promovida entre o governador e o Fórum Agro MT, nesta semana, teve o objetivo de comunicar o envio das projetos à Assembleia Legislativa de Mato Grosso e que não deu nenhum possibilidade de abertura de diálogo.

Maluf ainda aproveitou e lembrou Mendes que o setor do Agronegócio vem contribuindo muito com o Estado. Assim, o diálogo é fundamental. Até porque este debate é delicado, ainda diz o tucano, apontando 'que o setor é um pilar importante na economia do Estado'.

A associação complementou na nota dizendo que Mauro Mendes "empurrou" a proposta do Fethab para a Assembleia "sem ao menos ouvir o setor".

"A Ampa vai procurar todos os deputados estaduais para apresentar e mostrar a realidade dos números do setor produtivo, situação que o Governo do Estado não quis em momento algum dialogar", cita um trecho da nota.

Leia a nota na íntegra:

Sobre o projeto de lei que altera o Fundo de Transporte e Habitação (Fethab), entregue pelo governador Mauro Mendes (DEM) na Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (10), a Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa) esclarece que:

- O governador Mauro Mendes se recusou a discutir sobre a proposta de alteração do Fethab com o setor produtivo.

- A única reunião promovida com o Fórum Agro MT, nesta semana, teve o objetivo apenas de comunicar o envio dos projetos à Assembleia Legislativa, sem nenhuma possibilidade de abertura de diálogo.

- Na ocasião, os componentes do Fórum Agro MT pediram um prazo para analisar a proposta, o que foi ignorado pelo governador, que já protocolou o documento, empurrando a discussão para a Assembleia Legislativa, sem ao menos ouvir o setor.

- A Ampa vai procurar todos os deputados estaduais para apresentar e mostrar a realidade dos números do setor produtivo, situação que o Governo do Estado não quis em momento algum dialogar.

- A proposta do Governo do Estado de aumentar de 10,23% da UPF para 200% do valor da UPF sobre a tonelada do algodão transportado, ameaça a viabilidade da cadeia do algodão em Mato Grosso.

- Ao invés de aumentar receita para o Estado, a proposta do Governo do Estado pode representar efeito contrário, uma vez que existe grande possibilidade de queda na produção, devido a atividade passar a não ser mais atrativa.

- O setor produtivo já paga impostos e representa mais de 50% do ICMS arrecadado no Estado.

- Infelizmente o Novo Governo quer aumentar o peso da mão do Estado sobre aquele que produz algodão, para suprir a ineficiência da administração pública.

Alexandre Schenkel
Presidente da Ampa


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE