Cuiabá, 18 de Setembro de 2018

JUNTOS EM PALANQUE

Sexta-feira, 06 de Julho de 2018, 09h:48 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Adversários dividem conquista sobre repasse de R$ 82 milhões para equipar novo PSM

Luana Valentim e Marisa Batalha
Da Redação

(Foto: Gcom-MT)

Pinheiro-Taques-PSM 2.jpg

 

Foi assinado nesta última quinta-feira (05), um Termo de Compromisso e uma Portaria firmando convênio de R$ 82 milhões - entre o governador Pedro Taques (PSDB) e o prefeito emedebista, Emanuel Pinheiro -, para equipar o novo Pronto-Socorro da capital.

 

Colocando fim às especulações sobre o repasse entre Estado e município, que há meses gera discussão entre a bancada federal de Mato Grosso, em Brasília, e os gestores. Todos temerosos que Taques - que sempre utiliza a crise financeira do país e o caixa do governo em vermelho - para prorrogar repasses, à exemplo dos duodécimos dos poderes e ainda nos atrasos do Fethab e Fundeb.

 

Boa parte dos políticos que de alguma forma esteve no processo da construção da obra e ajudando nos repasses para a compra dos equipamentos e mobiliários, não abriram mão de estarem presente na solenidade. 

 

Assim, além de deputados estaduais e federais, o pré-candidato ao Governo, o senador republicano Wellington Fagundes, dividiu o palanque com seu adversário tucano, já que Taques já deu sinalizações claras sobre sua intenção de buscar sua reeleição na disputa pelo comando do Palácio Paiaguás.

 

Com mais de 70% da obra já concluída, a nova unidade hospitalar iniciada ainda na gestão do ex-prefeito de Cuiabá, o democrata, Mauro Mendes, deverá ser entregue ainda este ano: pronto e equipado.

 

As obras iniciadas em 2015 recebeu do Estado - por meio de um convênio -, R$ 50 milhões dos R$ 80 milhões consumidos com a obra física.

 

Com a autorização e a assinatura dos documentos, as licitação que já estão sendo conduzidas pela prefeitura pode iniciar o processo de compra com os repasses Fundo a Fundo para a aquisição de equipamentos e mobiliário, Os recursos serão realizados pelo Governo à medida em que as aquisições forem concluídas.

 

De acordo com o governador tucano, a assinatura honra o compromisso firmado pela administração estadual com o município e a bancada federal, que destinou R$ 100 milhões de emenda parlamentar para a saúde.

 

“Há 30 anos não se constrói um hospital público em Mato Grosso. Temos interesse em melhorar a saúde do Estado. Ainda não está 100%, porque o déficit é muito grande, mas temos avançado”, disse Taques.

 

Já Pinheiro pontuou que a compra de equipamentos hospitalares, mobiliário, equipamentos de informática, entre outros, alcança o total de 11 mil itens, cujas aquisições estão sendo licitadas em lotes. O primeiro certame teve início em abril deste ano e outros serão lançados até o mês de agosto.

 

“Não se faz uma licitação desse porte do dia para a noite, com a isenção, planejamento e dentro da legislação que rege os certames como estamos conduzindo. Os primeiros equipamentos devem chegar nas próximas semanas e a medida em que as notas forem emitidas, os repasses serão feitos pelo Estado”, afirmou Pinheiro.

 

Do total de recursos firmados no convênio, R$ 64 milhões serão destinados exclusivamente para a compra de equipamentos. O restante servirá para arcar com os custos da terceirização de serviços, como de lavanderia, exames de imagem, laboratório de análises clínicas, limpeza e refeições.

 

Mesmo localizado em Cuiabá, o hospital atenderá toda a população de Mato Grosso, pois cerca de 45% dos atendimentos do atual Pronto-Socorro da capital são de pessoas do interior. 

 

Estrutura

 

O novo Pronto-Socorro terá 21 mil metros quadrados de área construída em um terreno com 20 hectares. Ao todo, a unidade contará com 315 leitos, sendo 40 para Unidades de Terapia Intensiva (UTI), um Centro de Diagnósticos, um Centro Ambulatorial.

 

O prédio terá três entradas principais, uma exclusiva para pacientes com casos de urgência e emergência adulta e pediátrica referenciados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a segunda para casos ambulatoriais e a terceira para internações.

 

A unidade de saúde também terá dois acessos, um pela Avenida Miguel Sutil e outra pelo bairro Despraiado. O estacionamento terá 444 vagas e a unidade ainda contará com um heliporto. (Com informações do Gcom-MT)

 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Agosto 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br