Cuiabá, 20 de Novembro de 2017

CRIME PASSIONAL

Quinta-feira, 09 de Novembro de 2017, 15h:27 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Vereador, pai de personal, se diz surpreso e clama por justiça

Daffiny Delgado

Reprodução

vereador e filho personal

 

O vereador de Várzea Grande, Nilo Campos (DEM), pai do personal trainer Danilo Nascimento de Souza Campos, de 28 anos, contou que recebeu a notícia da morte do seu único filho ainda na quarta-feira (08), após uma sessão plenária noturna na Casa de Leis.

 

"Eu tinha acabado de sair de uma sessão plenária aqui da Câmara de Vereadores, quando uma amiga da família me ligou dizendo que meu filho tinha sido baleado. À princípio, não tinham me falado que ele tinha morrido, foi quando eu cheguei no local que me falaram que ele estava morto", relatou.

 

Danilo foi executado com cinco tiros no peito, no início da noite desta quarta-feira (08), próximo a uma distribuidora de bebidas, na rua Ramiro de Noronha, no bairro Jardim Cuiabá, na capital.

 

De acordo com a Polícia Militar, testemunhas relataram que dois homens em uma motocicleta se aproximaram da vítima, que estava perto de seu carro, um Honda Civic, e atiraram.

 

O parlamentar lembrou ainda como Danilo era com a família e dos planos de se casar. "Ele era um filho de ouro, exemplar, minha joia rara, toda a comunidade onde moramos o conhece, sempre educado, trabalhador, só vivia trabalhando. Ele tinha uma namorada, tinha planos de se casar. E destruíram os sonhos do meu único filho", afirmou.

 

Muito emocionado, o vereador disse ainda estar sem entender o porque do assassinato de Danilo. "Eu não tenho conhecimento se meu filho vinha sendo ameaçado ou algo do tipo. Ele nunca se envolveu com nada ilícito. Se eu soubesse de algo teria tomado medidas para protegê-lo".

 

A suspeita da polícia é que o crime possa ter motivação passional. A delegada Alana Cardoso, da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), já instaurou um inquérito para investigar o caso. Testemunhas do caso, familiares e amigos da vítima devem ser ouvidos na próxima semana.

 

Nilo finalizou sua entrevista dizendo que tem fé que a justiça vai ser feita e os culpados pela morte de seu filho vão ser presos. “Tiraram meu único filho de mim, minha joia rara. A família está sofrendo muito, mas temos a certeza de que a justiça vai prevalecer e os culpados vão pagar pelo que fizeram", finalizou.

 

O velório do personal será realizado a partir das 17h desta quinta-feira (09), na funerária Santo Antônio, em Várzea Grande.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Outubro 2017 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br