Cuiabá, 24 de Setembro de 2018

TUDO COMO ANTES

Quarta-feira, 11 de Julho de 2018, 08h:19 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Policia fecha jogo do bicho e encontra anotações com nome do filho de Arcanjo e sua ex-esposa

Claryssa Amorim
Da Redação

(Foto: divulgação/PJC)

jogo do bicho.jpg

 

Quatro homens foram presos pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), nesta terça-feira (10), suspeitos de promover o jogo do bicho em Cuiabá. Segundo o Boletim de Ocorrência, foi encontrada diversas anotações contendo o nome do João Arcanjo Ribeiro e a ex-esposa Silvia Chirata Arcanjo Ribeiro, conhecida como "Dolas".

 

Segundo a Polícia Civil, uma denúncia anônima informou que no bairro Jardim Umuarama estaria utilizando máquinas de cartão de crédito para aplicar golpes. No entanto, ao checarem o local denunciado, onde estava Marcelo Gomes Honorato, os policiais descobriram que na verdade as máquinas eram usadas para o "Jogo do Bicho". Marcelo foi preso.

 

Na residência, foi encontrado vários documentos com anotações do jogo do bicho, 50 máquinas, 113 talões de cheques de agências bancárias diversas, R$ 1.308 em dinheiro, dois notbooks, cinco cartões de crédito, 7 livros "O Maravilhoso Mundo dos Sonhos", comprovantes e extratos bancários e um pacote de folheto dos bichos.

 

As apreensões ocorreram na residência de Marcelo, no box no Mercado Municipal de Cuiabá e no estacionamento arrendado por Agemiro de Souza Rocha, de 76 anos, no centro da capital. Após apurações, os policiais foram até um box 26, utilizado pelo bando para a realização de jogo do bicho e fecharam o local. 

 

No estacionamento, uma máquina foi apreendida e Agemiro informou que o local é utilizado para apostas do jogo. Agemiro foi preso. Outros dois homens foram presos no box na região central da capital. Nas anotações, foram encontrados o nome da ex-exposa de Arcanjo, que reside no Paraguai.

 

Nas décadas de 80 e 90, Arcanjo foi considerado o chefe de bicheiro em Mato Grosso. Ele foi condenado a mais de 70 anos acusado de vários crimes, entre homicídio, contravenção penal, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e crimes contra o sistema financeiro. Ele foi solto depois de cumprir 1/6 da pena. 

 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Agosto 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br