Cuiabá, 21 de Setembro de 2019

POLÍCIA
Sexta-feira, 24 de Maio de 2019, 18h:37

NA CAPITAL

Polícia fecha boca de fumo que funcionava em salão de beleza

Única News
Com assessoria

(Foto: Divulgação/PMMT)

Quatro pessoas que usavam um salão de beleza para comercializar drogas em Cuiabá foram presas pela Polícia Civil, em ação realizada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), no final da tarde de quinta-feira (23). O trabalho, deflagrado para cumprimento de mandado judicial de busca e apreensão domiciliar, resultou na apreensão de drogas e dinheiro. 

Os suspeitos foram surpreendidos pelos policiais civis no salão identificado como “Gata Pintada”, no bairro Novo Terceiro. Kelaine Benedita da Costa, de 30 anos, Thaina Dias da Silva, de 34 anos, Laura Vicuna Botelho, de 45 anos e Lúcio Mauro Amorim Pinto, de 44 anos, foram autuados em flagrante por de tráfico de drogas e associação para tráfico. Além desses crimes, Thainá responderá por receptação e Lucio por crime de moeda falsa.

A ordem judicial de busca e apreensão domiciliar foi expedida pela 13ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, com base em investigações da DRE que levantaram indícios que o local funcionava como “boca de fumo”. Com o mandado expedido, os investigadores da DRE foram ao endereço, onde depararam com a dona do salão, Kelaine, em atividade laboral, atendendo uma cliente.

Ao perceber a presença dos policiais, a suspeita Thainá tentou empreender fuga, conseguindo fechar a porta do corredor do salão e fugir pelos fundos indo para outro imóvel situado ao lado, porém acabou contida.

No mesmo local estavam Laura Vicuna e Lúcio Mauro, abordados nos fundos do salão. Durante buscas, foi visualizado duas sacolas em cima do telhado, as quais continham várias porções de maconha e pasta base de cocaína. Também foram apreendidos no estabelecimento cerca de R$ 700 em dinheiro.

Conforme apurado, a Kelaine é a pessoa responsável pelo comércio e por franquear o acesso do seu salão a venda de drogas, bem como coordenar a traficância. Na bolsa de Thainá foi encontrada porção de pasta base e uma folha de cheque em branco com registro de furto ocorrido em fevereiro. Já em poder do suspeito Lúcio foi apreendida uma cédula de R$ 100 aparentando ser falsa.

Diante do flagrante, os quatro envolvidos foram encaminhados para DRE, interrogados e autuados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Os conduzidos Thainá responderá por receptação e Lúcio por crime de moeda falsa.

Após a confecção dos autos, os presos foram apresentados para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE