Cuiabá, 20 de Fevereiro de 2019

POLÍCIA
Sexta-feira, 10 de Novembro de 2017, 11h:24

SUSPEITOS PRESOS

Motociclista tem corpo estraçalhado, após ser arrastado por mais de 250 metros por motorista bêbado

Daffiny Delgado

Reprodução

acidente tangará

 

A Polícia Militar prendeu Antônio Flávio de 39 anos e Givanildo Rocha, de 41, suspeitos de atropelar e matar um motociclista na noite de quinta-feira (9), na MT-480, próximo a serra da Deciolândia, em Tangará da Serra.

 

Conforme boletim de ocorrência, os militares foram informados sobre um acidente com vítima fatal no local, mais tarde identificada como Adenilson Francelino de Jesus, 39 anos. Adenilson foi atropelado por uma caminhonete que invadiu a pista contrária durante uma ultrapassagem indevida. Com o impacto, seu corpo ficou estraçalhado no asfalto.

 

Arrastado por mais de 250 metros, a vítima teve seu corpo acabou sendo espalhado pela estrada e sua destruída, após pegar fogo. O condutor da caminhonete não parou para prestar socorro, ele abandonou o veículo 20 km do local do acidente e fugiu.

 

Informações de testemunhas afirmaram que o suspeito pegou carona em outro veículo e seguiu para a cidade de Tangará da Serra. O condutor que deu a carona para os homens suspeitou da situação e acionou a PM assim que chegou à cidade.

 

Os militares de posse das informações conseguiram realizaram a abordagem dos suspeitos já na tentativa de buscar a caminhonete abandonada, em um local onde aluga-se guinchos.

 

Em conversa com a polícia, o condutor confessou o crime e ainda que teria consumido bebida alcoólica antes de pegar a estrada. Diante da situação, eles foram encaminhados para a delegacia da cidade, onde serão autuados por homicídio culposo, omissão de socorro e dirigir alcoolizado.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE