Cuiabá, 16 de Dezembro de 2019

POLÍCIA
Quarta-feira, 30 de Outubro de 2019, 17h:49

FEMINICÍDIO

Marido e comparsa que mataram enfermeira em Sinop se tornam réus

Única News
Da Redação

(Foto: Facebook)

Ronaldo da Rosa, de 32 anos, acusado de ter matado a enfermeira Zuilda Correia Rodrigues, de 43 anos, se tornou réu no processo que apura a morte da mulher, que era esposa do acusado. A decisão da juíza Rosângela Zacarkim dos Santos, da 1ª Vara Criminal Sinop (a 503 km de Cuiabá) é do dia 25 deste mês.

Ronaldo foi indiciado por feminicídio, por motivo fútil, de forma cruel e sem possibilidade de defesa para a vítima.

O policial militar afastado Marcos Vinícius Pereira Ricardi também se tornou réu. Ele é suspeito de executar o crime a mando do Ronaldo, para quem ele trabalhava, em um estabelecimento comercial. Ele também foi indiciado pelo mesmo crime.

Zuilda desapareceu no dia 27 de setembro. O corpo dela foi encontrado em um córrego no dia 8 deste mês, em Sinop, depois da prisão do policial militar, que confessou o crime e indicou o local onde o corpo tinha sido deixado. Ele estava afastado da função de policial e prestava serviços no estabelecimento da família, um espetinho.

Ronaldo Rosa foi preso no último dia 11 pela Polícia Civil, quando já era considerado foragido. De acordo com o delegado, a vítima, o marido e o policial militar estavam em conflito.

O caso

O próprio marido registrou o desparecimento da enfermeira. Zuilda Correia Rodrigues, 43 anos, que foi encontrada 11 dias após sua morte.

O policial militar Marcos Vinícius Pereira Ricardi, de 26 anos, confessou ter matado a enfermeira. Ele afirmou que o marido da vítima, Ronaldo Rosa, seria o mandante do crime.

Segundo a Polícia Civil, o militar estava afastado do cargo e trabalhava como entregador no espetinho de Ronaldo.

O corpo estava em avançado estado de decomposição, sem um dos braços e sem a cabeça.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE