Cuiabá, 25 de Fevereiro de 2018

GRAMPOLÂNDIA

Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2018, 12h:24 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Juiz continua audiência dos grampos no próximo dia 20

Wellyngton Souza

Chico Ferreira

chi.jpg

 

O juiz Murilo Moura Mesquita, da 11ª Vara Criminal Militar, continuará no próximo dia 20, audiências de instrução do Inquérito Policial Militar (IPM), que investiga o esquema de interceptações clandestinas em Mato Grosso.

 

Estão previstos os interrogatórios das testemunhas de acusação Jorge Alexandre Martins Ferreira, do 2º sargento da Polícia Militar João Ricardo Soler e do empresário José Marilson da Silva. 

 

Na semana passada, foram interrogadas 9 testemunhas de acusação, arroladas pelo Ministério Público Estadual (MPE), entre 6 civis e 3 militares, sendo pessoas ligadas à denúncia, que foram grampeadas, que prestaram serviços à central de escutas telefônicas ou mesmo participaram dela.

 

Naquela ocasião, ainda foram julgados os pedidos de revogação de prisão do coronel Zaqueu Barbosa e do cabo Gerson Corrêa. 

 

O primeiro conseguiu substituir a cadeia pela prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica e o segundo permaneceu preso, já que os juízes que compõem o conselho especial de justiça vislumbraram maior participação dele no caso.

 

O esquema de “grampos” funcionava por meio da tática de “barriga de aluguel”, quando números de pessoas que não têm qualquer relação com investigações policiais são inseridos de maneira disfarçada – sob outras identificações – em pedidos de quebra de sigilos telefônicos feitos à Justiça. Até o momento, apenas Evandro Lesco e o cabo Gérson Correa confessaram participação no esquema.

 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Dez 2017/Jan 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br