Cuiabá, 22 de Junho de 2018

NAMORADA DE BOMBEIRO

Quinta-feira, 04 de Janeiro de 2018, 15h:20 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Família se revolta com delegada que inocentou bombeiro na morte de Vanessa

Daffiny Delgado

Reprodução

caso namorada bombeiro delegada

 

Familiares e amigos de Vanessa Steffany Barbosa de Souza, de 29 anos, estão revoltados após o inquérito, presidido pela delegada Ana Cristina Feldner ser encerrado, inocentando o sargento do Corpo de Bombeiros Fernando Pascoal de Moraes da morte da jovem.

 

Vanessa foi encontrada morta no dia 19 de agosto do ano passado em um córrego, quando estava na companhia do bombeiro, em uma chácara na região do Lago de Manso.

 

Para a família, o bombeiro está envolvido na morte da Vanessa. Após a morte da jovem, amigos revelaram que o sargento era muito agressivo com a vítima dentro do relacionamento.

 

No entanto, a delegada afirmou que várias pessoas foram interrogadas, mas ninguém viu ou ouviu nada. Ela ressalta que os exames apontaram que a causa da morte foi de afogamento e que o corpo da jovem não apresentava nenhuma lesão, seja de luta ou de agressões.

 

"Ambos estavam muito embriagados, o próprio namorado confirmou isso em um depoimento convincente. Aliás, interroguei muitas pessoas, como um casal que estava próximo não ouviu nada. E ainda em um acampamento de escoteiros próximo ninguém também ouviu nada. Além disso, os exames confirmaram que não tinham lesões no corpo da vítima e, quem é assassinado por afogamento, reage e isso deixa vestígios e não havia nada na pele dela", explicou.

 

De acordo com uma amiga da família, a mãe da vítima entrou em depressão profunda após a morte da filha. Segundo ela - que preferiu não se identificar - a mãe da jovem foi hospitalizada e corre o risco de perder os movimentos da perna.

 

A amiga ainda ressaltou que ninguém da família foi ouvido durante a investigação. Já Feldner informou que vai encaminhar o inquérito à delegacia da área do afogamento, em Nobres, para ver se o delegado acha necessário novas diligências. Obviamente se ele achar que há indícios de crime.

 

 

Ainda de acordo com a mulher, a família ainda não sabe quais medidas serão tomadas diante dos fatos. A preocupação agora é com a mãe da jovem que está muito mal. 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Maio 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br