Cuiabá, 26 de Setembro de 2018

OPERAÇÃO GRÃOS DE OURO

Quarta-feira, 08 de Agosto de 2018, 18h:15 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Empresas desviaram mais de R$ 40 mi dos cofres públicos por sonegação fiscal

Da Redação

(Foto: Osvaldo Nóbrega / TV Morena)

operação2.jpeg

 

O Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul (MPE-MS) apontou envolvimento de 14 empresas no esquema que teria desviado R$ 44 milhões dos cofres públicos, por meio da sonegação fiscal envolvendo o comércio de soja.

 

Esses dados são baseados na Operação Grãos de Ouro, que cumpriu dois mandados de prisão em Cuiabá e sete de busca e apreensão na Capital e em Alto Araguaia, nesta quarta-feira (8). Os mandados foram cumpridos em sete estados. A ação corre em segredo de Justiça.

 

Conforme a promotora do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Mato Grosso do Sul, Cristiane Mourão, as empresas emitiam notas frias para a saída de grãos de soja que eram comercializados em fazendas daquele estado.

 

Em Mato Grosso, uma das empresas alvo da operação é a Efraim Agronegócio, com sede em Cuiabá. Os proprietários da empresa, Victor Augusto Saldanha Britche e a mulher dele, Flávia de Martin Teles Birtche, foram presos na manhã desta quarta-feira (08), no condomínio de luxo, Alphaville, na Capital.

 

A promotora detalhou que a maioria das empresas era de fachada, sendo criadas exclusivamente com o objetivo de emitir as notas frias e dar legalidade à comercialização.

 

Os empresários seguiram para o Centro de Custódia de Cuiabá, anexo ao presídio Carumbé, onde permanecem presos. Eles devem prestar depoimento ao Gaeco na quinta-feira (09).

 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Agosto 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br