Cuiabá, 19 de Agosto de 2018

EM MATO GROSSO

Segunda-feira, 07 de Maio de 2018, 12h:55 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Em 2017, imprudência resultou em 586 mortes no trânsito; em 2018 já são 3.949 acidentes

Da Redação

(Foto: PJC-MT)

Operação Lei Seca em Cuiabá.jpg

 

Mato Grosso registrou 3.949 acidentes de trânsito de janeiro a março deste ano, 4,5% a menos do que os 4.139 casos ocorridos no mesmo período do ano passado. Os dados são da Coordenadoria de Estatísticas e análise criminal da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). 

 

Somente fevereiro deste ano foram 80 mortes no trânsito em Mato Grosso. Já em 2017 - de janeiro a dezembro -, 92 pessoas morreram no trânsito de Cuiabá, 57 em Várzea Grande e 586 em todo o Estado.

 

Para o titular pela Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Christian Cabral, a principal causa das mortes no trânsito é a imprudência ligada ao excesso de velocidade e ao consumo de bebidas alcoólicas.

 

“Quando há a ingestão dessas substâncias, a capacidade psíquica das pessoas para conduzir um veículo é alterada, fazendo com que ele fique mais vulnerável a se envolver em um acidente. Em Mato Grosso as duas causas dominantes são o excesso de velocidade e a ingestão de bebidas alcoólicas”, explicou.

 

Lei Seca

 

No último feriado prolongado (27.04 a 1º de maio) a Operação Lei Seca, realizada na avenida Beira Rio prendeu 12 pessoas por conduzir veículo sob efeito de álcool. Além das prisões, 33 veículos foram apreendidos.

 

Segundo o coordenador do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Sesp, Major PM Rafael Dias Guimarães, a ação ocorre em dias e horários estratégicos. “As ações são feitas com base em análise de estatística de acidades e mortes no trânsito. Nós selecionamos as vias e horários que os fatos estão ocorrendo e em cima disso, é feito um planejamento para a realização da Lei Seca”, disse.

 

A operação ocorre de forma integrada entre as polícias e ainda conta com a participação da Delegacia de Delitos de Trânsito, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Secretaria de Moblidade Urbana (Semob).

 

Prevenção

 

O Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário da Polícia Militar, além da atuação na Lei Seca, também trabalha com ações de prevenção mais intensificadas no fim de semana, em locais que tem um fluxo de pessoas elevado. Como, por exemplo, a rodovia Helder Cândia (MT-10) que liga Cuiabá ao Distrito de Nossa Senhora da Guia e na MT-210 (Emanuel Pinheiro), que liga a capital a Chapada dos Guimarães.

 

De acordo com o capitão Kleber de Paula e Silva, a unidade também atua em escolas públicas e particulares com o projeto “Vida no Trânsito”. “Temos o projeto Vida no Trânsito, que os nossos instrutores militares vão até as escolas e orientam as crianças sobre as leis de trânsitos e as infrações”, disse.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. julho 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br