Cuiabá, 23 de Setembro de 2018

‘ESTELIONATO NO OLX’

Domingo, 24 de Junho de 2018, 10h:32 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Dois são presos por aplicar golpe do envelope vazio na compra de objetos

Da Redação

Foto: (Reprodução)

olx

 

Dois suspeitos de estelionato foram presos em flagrante por adquirir objetos usando o ‘golpe do envelope vazio’. Eles foram presos pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA), durante ação realizada na tarde desse sábado (23), em Cuiabá.

 

 

As investigações iniciaram após a equipe da DERRFVA receber informações sobre uma quadrilha composta por reeducandos do sistema prisional estava atraindo comparsas em liberdade para a prática dos crimes.

 

 

Na tarde de sábado, a equipe plantonista foi acionada por uma pessoa que vendeu um refrigerador através do site OLX e após o suspeito buscar o produto, a vítima percebeu que o depósito do pagamento era um envelope vazio.

 

 

Os policiais da DERRFVA supervisionaram os contatos telefônicos dos suspeitos – que não sabiam que a fraude havia sido descoberta -, para identificar os envolvidos na aquisição dos bens negociados.

 

 

Os investigadores acompanharam a ação dos criminosos desde o carregamento dos objetos da casa da vítima, até o destino final em uma residência no bairro São Francisco, em Cuiabá.

 

 

No local, os policiais abordaram dos suspeitos e um deles estava com uma réplica de arma de fogo, idêntico à uma pistola, que utilizou para ameaçar a equipe.  Onde foi efetuado um disparo contra a perna do suspeito durante o confronto policial.

 

 

O suspeito foi encaminhado para o Pronto Socorro de Cuiabá para tratar do ferimento. O outro que estava na casa - assim como “freteiros” que fizeram o carregamento dos produtos - foram conduzidos à DERRFVA, onde foram interrogados pelo delegado Marcelo Martins Torhacs.

 

 

Não foi constatado o envolvimento dos “freteiros” com o grupo criminoso e os produtos apreendidos com os conduzidos foram devolvidos à vítima.

 

 

Os suspeitos foram presos em flagrante pelos crimes de associação criminosa armada e estelionato. O ferido, também responderá por resistência à prisão. O delegado representou pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva.

 

 

“Os autuados possuem vínculo com os comparsas segregados [reeducandos], demonstrado se tratar de uma organização criminosa, articulada para a prática de atos ilícitos graves, sendo necessária a prisão cautelar, com objetivo de cessar as condutas”, disse Torhacs.

 

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Agosto 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br