Cuiabá, 19 de Agosto de 2018

SEM ARREPENDIMENTO

Terça-feira, 08 de Maio de 2018, 16h:09 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Confissão de tio sobre estupro a menina de 6 anos deixa delegado surpreso pela crueldade

Da Redação

(Foto: reprodução)

estrupador

 

Réu confesso, Gelson José Costa Marques, de 27 anos, depois de ser preso nesta última segunda-feira (07), ainda conseguiu surpreender policiais, escrivão e delegado, ao revelar detalhes ‘escabrosos’ do estupro contra a sobrinha, uma menina de seis anos de idade, no último sábado (05), no bairro Jardim das Palmeiras, em Várzea Grande.

 

Na confissão feita ao delegado Cláudio Álvares de Santana, da Delegacia de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, o tio da garota não mostrou em nenhum momento arrependimento. 

 

A vítima teve a vagina dilacerada e foi diagnosticada com rompimento de órgãos, precisando passar por cirurgia de reconstituição vaginal e ainda parar uma hemorragia interna não só por ter penetrado a criança com um pau, mas ainda tê-la agredido por diversas vezes. E depois abandonando-a no matagal, próximo a residência dos pais, por acreditar que a garota já estivesse morta.

 

 Mas depois de recobrar a consciência e mesmo abusada e muito machucada, ela chegou na casa onde mora e contou aos pais sobre o estupro sofrido.

 

De acordo com o delegado, ainda surpreso com a crueldade e a falta de humanidade do tio, além de não demonstrar nenhum sinal de arrependimento, admitiu com tranquilidade que  praticou o estupro mesmo. ‘Ele contou que conseguiu atrair a criança para o local deserto usando o pretexto de que iriam apanhar laranjas, e aí a criança foi, acreditando que pela relação de confiança que tinha com ele, obviamente, nada aconteceria’.

 

“Quando chegaram ao terreno baldio perto da residência, ele a derrubou no chão, a segurou pelo pescoço e praticou o ato sexual, que foi a penetração na criança. Ele falou que ela estava consciente e que a enforcou para que ela parasse de gritar. Mas, disse que enquanto ele estava lá, em hora nenhuma a criança desmaiou," explicou o delegado. 

 

Ainda sobre o depoimento, Cláudio disse que "Gelson confessou que penetrou por cerca de dois minutos e afirmou que não ejaculou dentro dela. Devido a vítima gritar muito, ele se levantou e fugiu. Mas, na crença que tinha deixado já a menina morta pelas agressões e pelo horror do estupro”.

 

Ainda segundo o delegado, o réu foi preso em flagrante e encaminhado para o Fórum da capital, onde está aguardando audiência de custódia.

 

O caso 

 

No sábado (5), uma menina de seis anos foi estuprada pelo tio que é irmão do pai, no bairro Jardim das Palmeiras em Várzea grande. O acusado teria levado a criança em um terreno baldio ao lado da casa dos pais e avós, onde praticou o estupro. Após a ação, o tio tentou enforcá-la e a ameaçou dizendo que a mataria se contasse para alguém e que ele bateu sua cabeça contra o muro.

 

Segundo a mãe vários familiares estavam no local, vítima apareceu suja de mato e molhada. A mãe foi verificar e notou sangue na calcinha da filha, e a menina relatou em detalhes que o tio “Neguinho”, como é conhecido, teria feito.

 

No mesmo dia a criança foi encaminhada para o Hospital Júlio Muller com hemorragia interna, e logo depois transferida para o Pronto Socorro de Cuiabá, onde passou por várias cirurgias. 

 

Segundo informações do Pronto Socorro de Cuiabá, o estado da criança ainda é instável.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. julho 2018 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br