Cuiabá, 21 de Maio de 2019

POLÍCIA
Sexta-feira, 17 de Maio de 2019, 20h:27

APÓS 9 HORAS TRANCADO E ARMADO

Bombeiro se alimenta, é medicado e aparato policial deixa negociação

Elloise Guedes
Única News

(Foto: Rafael Medeiros)

A família do bombeiro militar que teve um surto psicótico, na manhã desta sexta-feira (17), e se trancou armado em um quarto, no bairro Boa Esperança, em Cuiabá, assinou um termo de responsabilidade e as negociações se encerraram após 9 horas de conversa.

As negociações foram feitas com oficiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e com militares do Corpo de Bombeiros. Depois de muito tempo, o bombeiro aceitou se alimentar, tomar os medicamentos e se tranquilizou.

Segundo informações, ele ficou trancado no quarto, desde às 11h desta sexta-feira, e ameaçava atirar em quem tentasse entrar no quarto. A mãe dele ajudou os policiais nas negociações a todo tempo.

Uma das exigências do militar era que os policiais saíssem de frente de sua residência.

O Corpo de Bombeiros providenciou atendimento psicológico e social, juntamente com o tenente da corporação, para ajudar o militar.

Foi assinado um termo que atesta a ausência do risco e os aparatos na frente da casa foram desinstalados.

Galeria de fotos:


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE