Igreja Batista Getsemâni

A relação entre banho quente e o combate à depressão, segundo a Ciência

Banhos quentes regulares podem ajudar pessoas com depressão. Estudo de universidade alemã mostra que a prática pode superar os benefícios do exercício físico enquanto tratamento.

Por BBC

 

Banho quente pode ajudar pessoas com depressão — Foto: BBCBanho quente pode ajudar pessoas com depressão — Foto: BBC
 
Banho quente pode ajudar pessoas com depressão — Foto: BBC 
                                            

Banhos quentes regulares podem ajudar a melhorar o ânimo de pessoas com depressão.

 

A conclusão é de um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Freiburg, na Alemanha, e tem a ver com nosso ritmo circadiano, ou seja, com mudanças físicas e bioquímicas que o corpo sofre ao longo do dia - o nosso relógio biológico.

 

Na depressão, esse padrão é frequentemente interrompido.

 

Os pesquisadores afirmam que um bom banho à tarde, com temperatura na casa dos 40°C por até 30 minutos, ajuda a elevar a temperatura do corpo e restaurar o ritmo circadiano. Também melhora o padrão de sono.

 

A depressão é o mais comum dos transtornos mentais, mas sua causa principal ainda é desconhecida.

 

Dados de 2015 da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que 11,5 milhões de brasileiros (ou quase 6% da população) sofriam com a doença no período.

 

O tratamento inclui normalmente terapia, exercícios e antidepressivos.

 

Mas o estudo conduzido na Alemanha afirma que o banho pode superar os benefícios do exercício físico, além de ser um tratamento mais acessível para aqueles com depressão leve ou moderada.


Fonte: Revista Única

Visite o website: wwww.unicanews.com.br