Igreja Batista Getsemâni

Prisões de imigrantes nas fronteiras dos EUA diminuíram em 2017

Veja

(Foto: Reprodução)

BBGiyDG.jpg

 

Dados divulgados pelo Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos nesta terça indicam que no último ano foi registrada uma queda de 23,7% nas prisões de imigrantes ilegais que tentavam entrar no país pelas fronteiras, em comparação ao período anterior.

 

Os serviços de Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) americano prenderam 310.531 pessoas no ano fiscal de 2017, período entre 1 de outubro de 2016 e 30 de setembro de 2017. A grande maioria das detenções (303.916) foi na fronteira sul, com o México, onde o governo quer instalar o muro. O número de interceptações na fronteira é o mais baixo desde 1971.

 

As estatísticas mostram que o volume de deportações também diminuiu ligeiramente. Em 2017 foram deportadas 226.119 pessoas, o que representou uma pequena queda de 6% em relação às 240.255 deportações de 2016. Segundo o ICE, isso ocorreu devido à queda nas prisões feitas nas fronteiras.

 

Em comparação, o número de prisões no interior dos Estados Unidos, no entanto, registrou um aumento de 40% desde o início do governo do presidente Donald Trump. Entre 20 de janeiro de 2017, data da posse, e 30 de setembro de 2017, o último dia do ano fiscal, as autoridades do Serviço de Imigração americano (ICE, na sigla em inglês) realizaram 110.568 detenções no interior do país. No mesmo período de 2016, 77.806 imigrantes foram presos.

 

Nova política imigratória

As cifras divulgadas pelo Departamento de Segurança Nacional mostram resultados condizentes com as políticas imigratórias mais severas implantadas pelo governo Trump. O aumento das prisões no interior do país aconteceu justamente depois que a administração americana reverteu uma política implantada pelo ex-presidente Barack Obama, segundo a qual as detenções de imigrantes ilegais com antecedentes criminais eram priorizadas.

 

Trump aprovou decretos que reforçaram o controle, a prisão e a remoção de qualquer estrangeiro em situação irregular. Além disso, concedeu maior autonomia aos oficiais do ICE para realizar as detenções. Ao mesmo tempo, as políticas rígidas inibiram o fluxo de imigrantes que tentam entrar no país de forma clandestina pelas fronteiras.


Fonte: Igreja Batista Getsemâni

Visite o website: wwww.ibgcuiaba.com.br