Cuiabá, 15 de Fevereiro de 2019

ESPORTE
Quinta-feira, 21 de Junho de 2018, 10h:14

COPA DO MUNDO

Beijo e mão no seio: repórter é assediada durante ‘ao vivo’ na Rússia

Caso aconteceu com a jornalista colombiana Julieth Gonzalez Theran

Notícias ao Minuto

(Foto: Reprodução)

 

O vídeo que mostra torcedores brasileiros desrespeitando uma mulher russa no país da Copa não é o único caso de assédio neste Mundial. A repórter colombiana Julieth Gonzalez Theran, que trabalha para a agência de notícias Deutsche Welle, da Alemanha, também foi vítima, como destaca a imprensa internacional.

Julieth Gonzalez Theran foi atacada enquanto estava ao vivo numa praça em Moscou, na última semana. Um torcedor não identificado se aproximou dela, colocou uma das mãos no seio esquerdo da jornalista e beijou o rosto dela.

Assustada, a profissional continuou a reportagem no momento do assédio. No entanto, mais tarde, ela foi às redes sociais e se pronunciou sobre o caso. "Respeito! Não merecemos esse tratamento. Somos igualmente valiosas e profissionais. Compartilho a alegria do futebol, mas temos que entender o limite do afeto e do abuso", disse ela em post no Instagram,

Em seu perfil no Instagram, Julieth também compartilhou uma charge que critica o caso de assédio de brasileiros a uma mulher russa.

“No Brasil e em outros países da América Latina. Eu rejeito esse tipo de comportamento misógino no futebol e em outros cenários. Eu pertenço a essa luta diária de mulheres que ganham um espaço em uma terra cheia de desconfiança masculina. Isso também não é esquecido”, escreveu ela.

 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE