Cuiabá, 11 de Dezembro de 2017

DESVIO DE VERBAS

Terça-feira, 28 de Novembro de 2017, 17h:25 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Santa Casa diz que denúncias de nepotismo e desvios são infundadas

Wellyngton Souza

(Foto: Reprodução)

dbeae390a26a6df3aa5e41986ccf98b4.jpg

 

A Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Mato Grosso (Fehosmt) rebateu por meio de nota, na tarde desta terça (28), denúncias de possíveis desvios de recursos e prática de nepotismo em Cuiabá. Conforme a presidente da Fehosmt, Maria Elisabeth, as denúncias são infundadas e tem como objetivo confundir a população e denegrir a imagem das instituições filantrópicas.

 

"Nos estarrece, nos últimos dias, as infundadas denúncias que sofreram as Santas Casas de Cuiabá e Rondonópolis e seus dirigentes, afim de confundir a população e denegrir a imagem dessas instituições centenárias que são responsáveis pela assistência à saúde da grande população de MT que necessita do SUS", diz trecho da nota.

 

Ainda de acordo com a nota, as instituições passam diariamente por fiscalização dos órgãos competentes municipais, estaduais e federais, bem como constantes auditorias. "Informamos que tais denúncias não vão macular nossas instituições frente à sua importância junto a população de Mato Grosso".

 

Na última quinta (22), uma reportagem do programa Pop Show reveleu uma série de contratações de familiares do presidente da Santa Casa da capital, o médico Antônio Preza.

 

A reportagem revelou que no setor de doações estariam empregadas a esposa do médico, Telma Preza, além de Sheila Maria e Carla, irmãs dela. Mariana Preza seria funcionária da tesouraria do hospital. Ela é filha do engenheiro Luiz Otávio Preza, primo do presidente da Santa Casa.

 

Ana Paula Preza, sobrinha do médico e presidente, trabalha como dentista na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital - e uma filha do médico também trabalha no setor de doações, contratada de maneira temporária. Os salários variam entre R$ 9 e quase R$ 20 mil.

 

"A minha esposa é do voluntariado, não recebe salário. Ela coordena questão dos voluntários. Luiz Otávio é meu sobrinho que toma conta da energia do hospital, do sistema elétrico. Quando passamos por dificuldades muitas coisas surgem em dependência delas. Nós passamos por duas auditorias aqui dentro e que esses problemas não foram levantados", declarou.

 

Confira nota na íntegra:

 

A Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Mato Grosso (Fehosmt) vem a público reiterar que desde o início de 2015 vem expondo ao Governo do Estado de Mato Grosso e a população mato-grossense todas as suas dificuldades na manutenção das suas instituições hospitalares filantrópicas, em virtude da defasagem da tabela SUS, sem reajuste há 12 anos, somados os constantes atrasos nos pagamentos dos serviços prestados.

 

Nos estarrece, nos últimos dias, as infundadas denúncias que sofreram as Santas Casas de Cuiabá e Rondonópolis e seus dirigentes, afim de confundir a população e denegrir a imagem dessas instituições centenárias que são responsáveis pela assistência à saúde da grande população de MT que necessita do SUS. Estas instituições passam diariamente por fiscalização dos órgãos competentes municipais, estaduais e federais, bem como constantes auditorias.

 

Queremos ressaltar que essas instituições representam por 88% de todos os atendimentos de alta complexidade ao SUS de MT e a nossa maior preocupação é o atendimento humanizado com qualidade e eficiência.

 

Informamos que tais denúncias não vão macular nossas instituições frente á sua importância junto a população de Mato Grosso.

Atenciosamente

Dra. Maria Elisabeth Meurer Alves - Presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Mato Grosso - (Fehosmt).

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Novembro 2017 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br