Cuiabá, 23 de Novembro de 2017

DESCONTROLE

Sexta-feira, 08 de Setembro de 2017, 12h:23 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Justiça concede liminar a MPE, obrigando médicos a baterem ponto na Capital

Da Redação

(Foto: Reprodução/Web)

medicos 2.png

 

O desembargador Luiz Carlos da Costa, da 2ª Câmara de Direito Público e Coletivo, concedeu liminar ao Ministério Público do Estado, obrigando o município de Cuiabá, a implantar sistema eletrônico de ponto no Centro de Saúde do bairro CPA IV.

 

A decisão foi proferida pelo Tribunal de Justiça, em recurso de agravo de instrumento interposto pela 7ª Promotoria de Justiça Cível da Capital.

 

De acordo com o promotor de Justiça Alexandre de Matos Guedes, a medida deverá corrigir a falta de controle da assiduidade dos agentes, mais particularmente dos médicos. Folhas de pontos apresentadas ao MPE, sobre a frequência de médicos na unidade de saúde, apontaram fragilidades como, por exemplo, anotações de entrada e saída em branco.

 

O promotor de Justiça argumenta que já existe uma Portaria da Secretaria de Gestão do Município de Cuiabá, de janeiro de 2014, que dispõe sobre o sistema de assiduidade dos servidores municipais. 

 

A regulamentação estabelece que o controle deve ocorrer por meio eletrônico e não manual como vem acontecendo. Pois além de prejudicar o atendimento ao cidadão, o MPE destaca que a remuneração sem a devida contraprestação dos serviços causa prejuízo ao erário público. 

 

Outras ações similares, referentes a várias unidades da Capital, também já foram propostas pela 7ª Promotoria de Justiça Cível da Capital.

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Outubro 2017 Revista Única

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade



Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br