Cuiabá, 13 de Novembro de 2018

CONTRA O REAJUSTE

Sexta-feira, 25 de Maio de 2018, 10h:55 - IMPRIMIR | comentar (01)
A | A

compartilhar

Há 3 dias caminhoneiros em Cuiabá fazem carreata em favor de paralisação

Claryssa Amorim

(Foto: Claryssa Amorim)

ESSA.jpg

 

Mais de 70 motoristas se uniram em carreata com caminhões, na manhã desta sexta-feira (25), na Avenida do CPA, em Cuiabá. Os caminhoneiros se revezam para se concentrarem nos bloqueios e fazerem as carreatas contra o reajuste abusivo do preço do combustível anunciado pela Petrobras no país.

 

Os motoristas chamaram a atenção da população com "buzinaço" em toda a avenida. Os caminhoneiros ocuparam apenas uma via para a realização da carreata e em certos pontos, causou lentidão no trânsito.

 

 

Outras carreatas

 

Também no início da manhã desta sexta-feira, as vans de transporte escolar particular, se juntaram para fazer carreata com cartazes e frases escritas nos vidros dos veículos. A manifestação é em apoio aos caminhoneiros, já que as vans também necessitam de combustível para trabalhar.

 

Em apoio a paralisação dos caminhoneiros e contra o rejuste do combustível, mais de 100 motoristas do aplicativo "Uber", também fizeram carreata pelo 2º dia, nesta quinta-feira (24). Os manifestantes iniciaram no aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande (região metropolitana) até o Centro Político Administrativo da capital.

 

Na quarta-feira (23), mais de 30 motoristas de guinchos não deixaram de apoiar a paralisação e fizeram carreata em forma de protesto, na Avenida do CPA, em Cuiabá. 

 

Redução do transporte coletivo

 

Os ônibus coletivo estão com a frota reduzida em 50%, nesta sexta-feira (25), em Cuiabá. Segundo o secretário de Mobilidade Urbana (Semob), Antenor Figueiredo, os transportes coletivo estão ficando sem gasolina e não tem condições de manter a frota completa nas ruas da capital. Cerca de 300 mil usuários são afetados. 

 

Ele ressalta que se caso a manifestação continua até segunda-feira (28), a frota dos ônibus em circulação, terá redução total,  ou seja, não irá circular ônibus coletivo, por falta de combustível.

 

Bloqueios

 

Os protestos dos caminhoneiros estão sendo registrados na BR-070, BR-174, BR-158, BR-364, BR-163, MT-358 e MT-480. A Rota do Oeste, concessionária que administra rodovias, só na BR-163 somam 12 pontos. 

 

 Veja os bloqueios:

 

BR-070, km 504, em Cuiabá

BR-364, km 398, em Cuiabá

BR-364, km 200, em Rondonópolis

BR-163, km 119, em Rondonópolis

Br-364. Km 613, em Diamantino

BR-163, km 593, em Nova Mutum

BR-070, km 276, em Primavera do Leste

BR-070, km 282, em Primavera do Leste

BR-070, km 376, em Campo Verde

BR-070, km 383, em Campo Verde

BR-163, km 691, em Lucas do Rio Verde

BR-163, km 821, em Sinop

BR-163, km 746, em Sorriso

BR-163, km 1065, em Guarantã do Norte

BR-174, km 288, em Pontes e Lacerda

BR-364, km 1191, em Campos de Júlio

BR-364, km 1120, em Sapezal

BR-174, km 488, em Comodoro

BR-070, km 005, em Barra do Garças

BR-070, km 008, em Barra do Garças

BR-158, km 564, em Água Boa

BR-364, km 878, em Campo Novo do Parecis

BR 158, km 130, em Confresa

BR- 070, km 686, em Lucas do Rio Verde

BR-364, km 269, Jaciara

BR-163, km 750, em Sorriso

MT-358, em Tangará da Serra

MT-480, em Tangará da Serra

Fb

Compartilhe esta notícia com os seus amigos

0 Comentário(s).

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

COMENTAR ESTA MATÉRIA
FECHAR

Edição Atual

Ed. Outubro 2018

ASSINAR LER A REVISTA MAIS



vídeo publicidade


Av. Historiador Rubens de Mendonça, 1731 - Cuiabá MT

arte@unicanews.com.br