Cuiabá, 20 de Fevereiro de 2019

CIDADES
Sexta-feira, 27 de Abril de 2018, 19h:00

CRÉDITO PREVIDENCIÁRIO

Escritórios de advocacia de fachada aplicam golpes contra idosos em Cuiabá

Da Redação

Golpe previdencia

 

Após registros de golpes de créditos previdenciários contra idosos por escritorios de advocacia, a Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional  Mato Grosso (OAB-MT)  , alerta a população cuiabana para se previnir.  Em Cuiabá, o golpe consiste no envio de cartas a idosos por parte desses supostos escritórios, prestando informações a respeito de créditos previdenciários aos quais teriam direitos, concedidos depois de ações coletivas na Justiça Federal. 

 

Já praticada em grandes cidades brasileiras como São Paulo, a ação dá-se com a cobrança pelos serviços jurídicos para o recebimento do valor, e conforme a OAB-MT, os alvos são idosos e servidores públicos aposentados. Em alguns casos relatados, as empresas de fachada utilizam o nome da Justiça Federal em São Paulo para aplicar o golpe. Ao entrarem em contato com a vítima relatando informações sobre sentenças favoráveis, solicitam depósitos de custas processuais e outras taxas necessárias para posterior levantamento do valor. Também cobram pela suposta assessoria jurídica.

 

“Na maioria das vezes eles se atribuem de situações verídicas, como algum valor que a vítima de fato tenha para receber quanto a descontos indevidos ocorridos em fundos de pensão. Ali, a empresa alega custos judiciais e honorários para tentar viabilizar o dinheiro com maior agilidade, extorquindo o contribuinte e, em seguida, sumindo com quantias grandes adquiridas com a fraude”, acrescentou o vice-presidente da Comissão de Direito do Idoso, Carlos Rafael Carvalho. 

 

Para dar autenticidade à prática, além de falsificar documentos usando o brasão dos Tribunais de Justiça, a quadrilha informa, na correspondência, supostos números de telefone de entidades cartorárias. Ao fazer contato, o contribuinte é ludibriado por quem atende e acaba convencido a dar sequência no procedimento com a empresa de fachada.

 

“É importante que todos desconfiem de propostas dessa natureza e, quando forem vítimas, informem a ocorrência à Delegacia do Idoso”. 


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE