Cuiabá, 23 de Julho de 2019

ARTIGOS/UNICANEWS
Segunda-feira, 22 de Abril de 2019, 08h:09

GEIZIANE ANTELO

Tempo para uma reflexão, temos?

Geiziane Antelo
Psicóloga clínica

(Foto: Divulgação)

O que poderia escrever nessa época do ano que dissertasse de maneira leve uma boa reflexão?

De fato o que escrevo não são ensinamentos pois não os tenho a dar. Essa será apenas uma fala verídica e simples com oportuno convite a refletirmos juntos. O que escrevo, nasce do meu próprio amadurecimento. Uma estrada por altos e baixos, sombras e luz.

Nesses últimos anos venho aprendendo que perdas e ganhos, dependem do que podemos, queremos e conseguimos compreender dos acontecimentos em nossas vidas.
Diante dessa reflexão chego ao encontro do RENASCIMENTO . Taí, um título oportuno para tal escrita. Então que tal uma reflexão sobre o período de Páscoa que nos trás a oportunidade de pensar sobre tal?

Somos tantas vezes fúteis e alienados do nosso próprio ser, não conseguindo por vezes pagar o preço de tentarmos ter Paz e sermos felizes. Às vezes nós fazemos covardes para tal decisão. Sou o tipo de pessoa que acredita que ser feliz é sim possível, que o amor é possível, que não existe apenas desencontros , traições e maldades. Que seres humanos bons ainda são maioria. Acredito na amizade, no perdão, na compaixão, na lealdade, na ética, na delicadeza dos atos, e na ternura das palavras. Ternura, tá aí, gesto pouco visto nos dias atuais. Mas Voltando ao Renascimento, penso que viver seja oportunidade de transformação diária.

A palavra transformação aqui entra como possibilidade de nascer de novo. Percebo que muitas vezes, só em momentos de dor extrema é que paramos para pensar sobre nos permitir a começar de novo.

O ser humano tem o poder incrível de encontrar forças ao si ver no próximo abismo.

Vejo o período de Páscoa como uma esperança viva dada por Deus ao homens e essa esperança pode vir a ser a oportunidade para vivermos melhor se passarmos a entender que de fato somos seres finitos. Será que temos tempo a perder com sentimentos que nos afastam do amor? Talvez seja essa a melhor época para responder essa pergunta. Época certa para ouvir as inquietações da alma e porque não fazermos com isso novas escolhas?

Espero que não julgue o que escrevo agora como meros devaneios.

Quando precisei por várias vezes, renascer, me vi perto da filosofia, da minha amada Psicologia, essas, principais fontes de saberes que nos propaga o auto conhecimento.

Quando nos tornamos prontos para recomeçar, falamos mais sobre assuntos como dor e morte, angústias, grandezas e suas contradições. Nos curvamos ao erro do que foi dito injustamente e ao silêncio no momento em que se deveria falar.

Em algum momento poderemos sim ser culpados e em outros inocentes ao que nos acontece ou poderá nos acontecer. Inocentes dos acasos da brutalidade que nos roubam amores, saúde, emprego, segurança e até mesmo os sonhos. Culpados quando responsabilizamos o outro por nossa falta de decisão, e principalmente na expectativa do outro nos fazer felizes, a tão espera da “metade para nos completar”. Nas críticas maldosas lançadas ao outro, esquecendo que esse outro pode ser as vezes outra vítima da falta de fé e da desesperança.
Os dias devem nos servir para nos fazer crescer. Mesmo tais dores jamais deverá nos limitar, nos amargar e nos ressentir, e quando isso acontecer, lembre se de que podemos e devemos até o último suspirar, lutar e recomeçar quantas vezes for necessário, ou morreremos grudados na desilusão. Ajude outra pessoa. Exercite olhar devagar o outro, acolha ao invés de julgar.

Acredite nos tornarmos gente grande quando nos renasça a esperança. Quando aprendemos a perdoar, tarefa difícil, mas possível. E afirmo não existe nada que libere mais serotonina, endorfina e a tão desejada paz! Tente exercitar, quantas vezes for preciso, se una a pessoas no mesmo processo, é magnífico o poder da união, abandone definitivamente o pré conceito!
Por fim, gostaria de dizer que quando desejamos renascer é porque algo precisa ser mudado, e para isso há de se ter coragem, pagando o preço que for. Você possui esse desejo?
Então para reforçar seu desejo quero te dizer que somos transição nesse mundo. Acredite no poder de um sorriso, ele nos transforma, nos da fé na vida. Vamos juntos fazer esse desejo reencontrar ou reafirmar a fé e nos transformar? E assim deixar o tom colorido que nos pertence de humano, RENASCER...

Boa Páscoa!!!

Geiziane Antelo
Psicologa Clínica, Neuropsicologa perita do trânsito e Avaliação Psicológica.


Comentários







Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site. Clique aqui para denunciar um comentário.


LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO




VÍDEO PUBLICIDADE